Publicidade
Na Twitch

Streamer é banido por usar roupa de coelho

O popular streamer Meowri foi punido ao vivo por violações da política da plataforma.
Gostou? Compartilhe!
A streamer Meowri
A streamer Meowri. (Imagem: Reprodução Facebook meowri the great)
Publicidade

Recentemente, a popular streamer do Twitch, Meowri, que tem transmitido na plataforma por vários anos, foi banida pela primeira vez pouco depois de provocar seus fãs com um “playboy bunny cocktail stream“. Sua proibição repentina provocou indignação entre seus seguidores, muitos dos quais usaram as mídias sociais para expressar sua frustração.

A questão do vestuário apropriado no Twitch não é nova. Em 2019, o site atualizou sua política de código de vestimenta para ser mais inclusiva, afirmando que as escolhas de roupas devem ser baseadas no contexto, localização e atividade. No entanto, a política tem sido criticada por ser muito vaga e deixar espaço para interpretação.

Ela postou no Twitter pouco depois de ser tirada do ar: “Foi banida por um terno de coelho”. A Twitch recentemente tem reprimido violações de seus termos de serviço, incluindo roupas inadequadas. A plataforma emitiu proibições temporárias que variam de um dia a várias semanas para canais menores e criadores de conteúdo bem conhecidos, como o MurderCrumpet.

Continua depois da Publicidade

De acordo com a Twitch, o traje de coelho violou os termos de serviço da plataforma, pois foi considerado “traje inadequado” para a transmissão ao vivo. Esta decisão provocou um debate acalorado nos comentários do Twitter, com alguns argumentando que outros streamers usam roupas de coelho sem enfrentar repercussões.

Meowri respondeu especulando que certos espectadores podem ter forçado a mão da Twitch a cobrar a punição inicial contra sua conta. Ela também mencionou que outros streamers do Twitch foram banidos por usar fantasias de coelho, incluindo Holly Wolf, que teria sido banida por usar uma fantasia de coelho em sua foto de perfil, em vez de durante uma transmissão ao vivo.

Via: Game Rant/Twitter

CONTEÚDO RELACIONADO