O dia em que Elon Musk afirmou que vivemos numa espécie de videogame

Publicado em 28/3/2021
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

O ano é 2016, e pelo Brasil, notícias impactantes de várias áreas estariam para acontecer naquele ano por aqui: O país receberia suas primeiras olimpíadas, sofreria uma ameaça terrorista, um famoso casal Global se divorciaria, a presidente Dilma sofreria um impeachment e o atual presidente Jair Bolsonaro seria cuspido na cara por um ex-BBB. Chacoalhante, mas o lado Nerd/Geek da força também teria a sua dose de surrealismo, e ela viria com Elon Musk, o famoso magnata que atua nos ramos ligados à tecnologia, e que vira e mexe, mistura seus negócios com games.

Durante sua participação na Code Conference, a maior conferência de tecnologia do mundo, Musk deu uma declaração que franziu muitas testas na plateia: estamos certamente vivendo numa simulação, e o que conhecemos tem apenas 1 chance em bilhões de ser a realidade-base. Isto é, este redator gamer e quem está lendo isso agora não passam de meros personagens de um videogame.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Para embasar sua teoria, Elon Musk usou como exemplo a grande evolução que os gráficos de computador e a realidade virtual tiveram em questão de poucas décadas. Algo que para ele, o homem que quer nos levar à Marte em breve com sua empresa Space-X, é sinal de que uma civilização mais avançada estaria nos influenciando, como se fossemos personagens controláveis de alguma maneira.

O empresário disse que essas soluções usadas por esses seres nos colocariam num tipo de universo virtual ou mesmo ‘videogame’, que seria praticamente indistinguível da verdadeira realidade. E mais, ainda usou o exemplo de ‘Pong‘ (um dos primeiros games da história e o primeiro lucrativo), e comparou com os games atuais, cheios de simulações 3D e fotorrealismo.

Para quem estiver lendo isto e por ventura ainda não tenha entendido qual seria a teoria: Personagens de videogame não sabem que são personagens de videogame, e se você pudesse entrar num jogo de Mario e dizer a ele que o que esse encanador vive ali não é só 3% da verdadeira realidade, ele chamaria você de louco, e seguiria com seu punhado de pixels em busca de sua princesa enquanto come cogumelos pelo caminho.

Ok, talvez fosse mais fácil explicar isso a Joel e Ellie, de The Last of Us, bem mais parecidos com a vida aqui fora, que teria gente igual a eles e até algo tranquilizador pra falar dos cogumelos daqui. Contudo, a primeira impressão para Mario, Joel, Ellie, este redator e quem o lê seria a mesma: Elon está dando tilt.

Só conhecemos o que há a nossa volta, e por enquanto, pelo menos para redator e leitor, ainda não surgiu nada que nos faça cair essa ficha. E se um dia for provado, é bem provável que todos tenhamos algumas reclamações pra fazer sobre nossas atuais skins.

Leia também:

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio