Análise | Dell Alienware m15 R6 é gamer de qualidade

Alienware m15 R6 possui um conjunto perfeito para o seu trabalho diário, com uma performance acima do esperado.

Publicado em 29/11/2021 16:01
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Quando se fala em notebook de alta performance, como Dell Alienware m15 R6, é esperado que ele dê conta do recado em todos os sentidos. Desde poder assistir a algo no YouTube, streaming e também a jogos. Os últimos por sinal acabam ocupando um espaço considerável de disco, abusam da memória RAM e de vídeo. “Destroem” o som e como deu para se perceber, os jogos atualmente são verdadeiros monstros exigentes que querem realmente se alimentar do notebook.

A versão recebido do Alienware m15 R6 para teste veio com: processador de 11th Gen Intel(R) Core(TM) i7, 16 GB de RAM, Placa de vídeo dedicada NVIDIA GeForce RTX 3070 8GB GDDR6, SSD de 1TB PCIe NVMe M.2, e que já vem com Windows 11 Pro. Portanto vamos a análise do mesmo!

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

O melhor teste: jogando!

Testamos o Dell Alienware m15 R6 com os principais jogos lançados recentemente no mercado como: Far Cry 6 e sua DLC, Back 4 Blood, Backbone, Riders Republic, Call of Duty: Vanguard e Battlefield 2042. São jogos que exigem de um todo da máquina e verdadeiros papa energia.

Em todos os jogos a performance foi notável. Foi pedido apenas uma vez a atualização da placa de vídeo para Far Cry 6, o que foi feito de forma muito rápida e imperceptível. Com resolução máxima em todos os jogos, o Alienware m15 R6 não mostrou nenhum tipo de problema de perda de velocidade. Ele manteve-se estável a todo instante, mesmo com outros programas abertos.

O único problema é o seu aquecimento. O notebook depois de algum tempo jogando, algo como em torno de 1 hora, começa a ficar aquecido de maneira ingrata. Se estiver com ele no seu colo não irá suportar o calor. O cooler começa a trabalhar e ele também é desagradável, ou seja, sendo muito barulhento. Algo comum entre os notebooks, mas que em alguns casos já está sendo corrigido.

Este é o único ponto negativo para ele. Devido ao barulho do resfriamento, mesmo com o fone de ouvido é algo que incomoda, pois espera-se uma imersão com o jogo, ouvindo seu som ambiente e diálogos, assim como a trilha sonora. De qualquer forma, pode incomodar, mas não o bastante para irritar ou “jogar fora”.

Sua habilidade em gerenciar várias coisas ao mesmo tempo, e que também parece um ponto forte do Windows 11 que está mais leve que o seu antecessor, mostram a qualidade de hardware que o Alienware m15 R6 possui. O brilho do monitor, mesmo em 50% é detalhado em todos os sentidos para jogar um título como Far Cry 6.

O áudio também é de ótima performance e fica evidente ao se deparar com inimigos que aparecem do nada em títulos como Call of Duty ou mesmo em Far Cry 6. Foi divertido poder jogar Battlefield 2042 e ver todo o brilho do sol batendo nas janelas e as sombras dos objetos. O mesmo para o som dos tiros, dos diálogos e das coisas que caiam e explodiam ao redor.

Como um notebook gamer, o Dell Alienware m15 R6 está mais do que aprovado, mesmo com o ponto negativo de seu aquecimento e barulho.

Já no quesito bateria, ele suportou muito bem uma partida de um pouco mais de 60 minutos. Battlefield com as configurações no máximo exigiu quase uma hora e meia de bateria. E ele não teve perda de velocidade ou início de travamento como às vezes acontece com alguns notebook gamers. Deu para conectar na energia e continuar o jogo normalmente.

Streaming

Ponto também alto é poder conferir seus filmes e séries favoritos em algum dos canais de streaming que assina. Se o Dell Alienware m15 R6 já é ótimo para jogar, para assistir algo, ele também fica acima do normal. Sua tela é antireflexo, dá para se ver as imagens de qualquer ângulo e devido ao seu recorte, mesmo que deixe o notebook em algum lugar mais alto para assistir, não terá problema algum em ficar modificando a maneira como ele ficará, ou seja, procurando posições quase que impossíveis para o seu note.

Instalação

Pelo poder de processamento do mesmo, a sua instalação têm que ser rápida e ele realmente é. O Windows 11 não se diferencia em nada de sua versão anterior, a 10, para ser instalado. A escolha ou não da Cortana e todas as escolhas que o usuário quer ou não fazer para trabalhar com o sistema operacional, estão ali. A única diferença está realmente na velocidade que o mesmo é feito.

Assim como o Windows foi rápido para ser instalado, o mesmo pode ser dito para outros programas diários que o usuário quer trabalhar. Fizemos a instalação de diversos programas como o Movavi para editar vídeos, ZOOM para reuniões, Corel 2021, além de outros para jogar como SteamEpicUbisoft para jogar as novidades do momento como os descritos acima.

Todas as instalações foram tranquilas e as que pediram atualização, também foram feitas de forma rápida, sem ficar os longos minutos que o Windows costuma ficar para instalá-las. Ponto forte do notebook.

O único problema que o usuário irá sentir, será com o teclado, que deverá saber configurar, já que se fizer a instalação da versão ABNT ou ABNT 2, terá que ficar apertando o ALT da esquerda (ALT Gr), mais o W para interrogação, o Q para a / e assim por diante. O mesmo para Ç que não aparece no teclado. Fora isso, o restante esta perfeito.

Trabalho

Se para instalar já existe velocidade, o mesmo é para abrir o primeiro programa. Não dá nem para ver a tela inicial de aviso que ele está sendo aberto para programas básicos como o Wordpad. É instantâneo. Já programas como o editor básico PhotoScape, ele demorou alguns segundos. Mas ao subir de nível como o Movavi ou Corel Draw, o R6 chega a demorar um pouco mais de 10 segundos.

Não é nada demorada em comparação a outros notebooks, e o usuário comum ao mais avançado, não terá problema algum com esses segundos. Outro aspecto louvável é poder trabalhar com a várias abas no navegador sem ele ficar lento. O mesmo com os programas. O R6 não apresentou queda alguma de performance com o Corel, Movavi (renderizando), tocando música e HBO Max funcionando.

Por falar em renderização, um vídeo em alta qualidade, mas com um tamanho pequeno de 3 GB demorou apenas 6 minutos para ser finalizado. Com o mesmo tamanho, mas com qualidade apenas boa, caiu para 4 minutos. Nada mal, já que para algo ser renderizado não adianta apenas o tamanho, mas também como ele foi feito.

Para o trabalho de apenas texto, uso do ZOOM, a performance do R6 é notável. Caso precise de um notebook para fazer apresentações, fazer vídeo chamadas, editar, fazer download, upload ou tudo isso ao mesmo tempo, fique tranquilo que talvez o seu único problema será a sua conexão de internet, pois de restante o Dell Alienware m15 R6 trabalhou tranquilamente.

Ainda na questão de vídeo, a webcam do Alienware pode ser fraca para os padrões daqueles que fazem streaming, com 720p, mas como aqui a análise é para trabalho em escritório, não fará a mínima diferença essa resolução, que mesmo assim ainda é muito boa e para editar reuniões gravadas pelo ZOOM, não mostrou queda de qualidade, nem mesmo em seu brilho.

E se já está pensando na bateria, ela é muito boa. Para um trabalho de escritório utilizando os recursos básicos dele, mas ainda assim deixando tocar alguma música, editando texto, colando em algum programa de web, fazendo pesquisas, editando uma foto, fazendo download e upload – isso tudo com coisas básicas – o uso contínuo do notebook suportou superiores 6 horas.

Para carregar, dá para trabalhar e deixar ele na tomada, mas o mesmo ficará um pouco mais lento para o carregamento completo da bateria. O notebook continua com a mesma performance. Aqui um detalhe que pode ser melhorado no futuro. Diferente da maioria dos outros notebooks, o usuário não terá uma maneira fácil de saber se a bateria está completa ou não, já que ele não tem algo para indicar isso, como uma mudança de cor.

Design e entradas

Alienware m15 R6

Esta parte ficou para o final, pois o Dell Alienware m15 R6 é realmente lindo. Com um estilo futurista e que lembra o design de algumas “naves” do filme Tron Legacy, seu preto fosco, iluminação e o logo da Alienware na tampa são um belo destaque. As saídas de ar também complementam como um estilo bonito que lembra colmeias, tanto na parte superior, quanto na inferior.

Essas linhas arredondas e a iluminação, dão um aspecto diferenciado ao modelo, sendo mais do quem belo notebook. E o mesmo aberto ou fechado, continua com uma beleza ímpar. Seu tamanho é bom, mas como o teclado não possui o numérico e é padrão americano, algumas pessoas que estão acostumadas com teclados maiores irão se atrapalhar no início, mas com o tempo já irão se familiarizar, principalmente por poderem travar as teclas F e não precisarem ficar apertando FN (Função) sempre que quiserem aumentar ou diminuir o brilho da tela ou alguma outra função do notebook.

Os atalhos para o volume também ficam em separado o que ajuda para ouvir música ou assistir algum filme, assim como fazer reuniões. Na parte design, o R6 é realmente de outro mundo. Na parte de conexões, ele poussi duas entradas USB na lateral direita e uma traseira. Já na parte esquerda, ficou para a entrada de rede e fone de ouvido. Na traseira, ficou uma entrada USB-C, uma HDMI e o cabo de força.

O HDMI, assim como as outras entradas USB na parte traseira, ajudam bastante, pois não atrapalham caso o usuário opte em colocar algum Pendrive, conectar o mouse, ligar a fonte de energia e ainda ter um fone para reuniões. Por tudo ficar distribuído, um emaranhado de fios só será possível se realmente a pessoa for bem bagunçada.

De ponto negativo nesta parte é o forte ruído do cooler para resfriar enquanto está trabalhando com algo mais pesado e até mesmo jogando. O barulho chega a ser chato e parece que o notebook irá explodir, mas pode ficar tranquilo que ele não irá. Outro aspecto negativo também fica para o aquecimento. Caso queira ficar com ele no seu colo, pode esquecer pois ele esquenta muito.

Também fica o detalhe do peso, mas não é algo que realmente atrapalhe e ele é bem mais leve, como por exemplo, em comparação com o Samsung Odyssey 2.

Vale a pena?

Em resumo geral, vale sim. O Alienware m15 R6 é fantástico para se divertir com seus jogos preferidos de velha e nova geração, assistir a streamings e trabalho. Ele se torna quase que perfeito para aqueles que buscam um notebook faz tudo, ou seja, trabalhar com os programas de escritório mais simples aos complexos editores de imagens e vídeo.

Seu único ponto negativo para o quase perfeito é o seu aquecimento. Mesmo assim é algo até relevante e que não irá atrapalhar. O Dell Alienware m15 R6 é um notebook confiável, com uma configuração muito boa, que é voltado para todo aquele que trabalha em diversas áreas, ou seja, do escritório ao audiovisual e também para aqueles que buscam um notebook apenas para jogar e se divertir.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Produtos recomendados

HD EXTERNO

Comprar

CONTROLES

Comprar

CONSOLES

Comprar

ACESSÓRIOS

Comprar

CADEIRA GAMER

Comprar

HEADSET

Comprar