Biomarcadores digitais são apostas para diagnosticar e tratar precocemente doenças mentais

Biomarcadores
Publicidade

A tecnologia se desenvolve cada vez mais rápido. Se compararmos as tecnologias de última geração de 5 anos atrás com as de hoje, percebemos que parecem tecnologias de eras muito mais distantes do que realmente são. Com tamanha velocidade, o mundo também é obrigado a se ajustar rapidamente aos desafios trazidos pelas novas tecnologias.

Nós devemos nos preparar para a era de ouro da inteligência artificial. Pois, esta, que outrora era apenas uma ideia fascinante, atualmente é algo palpável e se desenvolvendo rapidamente. Anteriormente, o desenvolvimento de produtos nas indústrias costumava ser um processo demorado e difícil, porém, com os avanços tecnológicos, foi possível estabelecer um ambiente de desenvolvimento mais ágil e focado.

Hoje, à medida que a inteligência artificial avança, ela está remodelando a função de gerenciamento de produtos que está se tornando mais um trabalho autônomo, com um lugar na mesa de gerenciamento e subordinação direta ao CEO.

Continua depois da publicidade

Esta é uma alteração importante pois possibilita o alinhamento da equipe de produto com a visão e os objetivos das empresas. O gerenciamento eficaz está se tornando uma vantagem competitiva sustentável e continua a evoluir na era da IA.

Por isso, é fundamental que as empresas contemporâneas foquem em desenvolver-se para manterem-se a nível competitivo dentro do mercado tecnológico. Lembrem-se que o processo de desenvolvimento do produto não apenas exige feedback frequente do cliente, mas também um forte plano de marketing para gerar demanda.

Além disso, a era de interesse em tecnologias de IA disponibiliza uma grande oportunidade de vagas de trabalho devido a escassez de gerentes de produto em IA. Os gerentes de projeto de IA devem ser capazes de fornecer adequadamente especificações baseadas em IA para as equipes de ciência de dados, considerando, inclusive, as diversas atualizações que o setor sofre dia após dia, detalha o neurocientista.

Porém, é necessário compreender que, mesmo se tratando de tecnologias avançadas, a maior função de um gerente de produto em IA ainda é resolver o problema do cliente. À medida que a inteligência artificial e o aprendizado de máquina transformam o mundo ao nosso redor, eles também estão reformulando o gerenciamento de produtos de software como o conhecemos.

Sobre o Dr. Fabiano de Abreu

Fabiano de Abreu Agrela Rodrigues é colunista do Observatório de Games, PhD em Neurociências, Mestre em Psicanálise, Doutor e Mestre em Ciências da Saúde nas áreas de Psicologia e Neurociências com formações também em neuropsicologia, licenciatura em biologia e em história, tecnólogo em antropologia, pós graduado em Programação Neurolinguística, Neuroplasticidade, Inteligência Artificial, Neurociência aplicada à Aprendizagem, Psicologia Existencial Humanista e Fenomenológica, MBA, autorrealização, propósito e sentido, Filosofia, Jornalismo e formação profissional em Nutrição Clínica. Atualmente, é diretor do Centro de Pesquisas e Análises Heráclito; Chefe do Departamento de Ciências e Tecnologia da Logos University International, diretor da MF Press Global, membro da Sociedade Brasileira de Neurociências e da Society for Neuroscience, maior sociedade de neurociências do mundo, nos Estados Unidos. Membro da Mensa e Intertel, associação de pessoas de alto QI e especialista em estudos sobre comportamento humano e inteligência com mais de 100 estudos publicados.

Publicidade
© 2022 Observatório de Games | Powered by Grupo Observatório
Site parceiro UOL
Publicidade