EA clientes
Declaração polêmica.

Uma declaração de Andrew Wilson, CEO da EA, franziu algumas testas durante uma sessão de perguntas e respostas com investidores. De acordo com Wilson, a tela do Nintendo Switch seria a última opção de seus clientes. Os motivos para essa preferência para os gamers seriam, sobretudo, uma questão de conveniência.

O comentário foi feito dentro de uma resposta para a pergunta sobre o por que um jogo como “The Sims” não estava sendo comercializado em Switch. Andrew então respondeu que os dados da EA mostram que “muitos” proprietários do Switch são também donos de Xbox One, PS4 ou PC.

Assim, eles “muitas vezes escolhem o jogo que fazemos nessas plataformas, mesmo que eles tenham um Switch.”. Em outras palavras, a EA não repassa seus projetos para essas plataformas porque isso, de acordo com seus dados, é pouco lucrativo.

Relação tumultuada

As aventuras da EA no portátil da Nintendo são sempre cheias de emoção para ambos os lados. FIFA 19, por exemplo, era a versão do game mais passível de críticas, dado que seus concorrentes possuíam mais recursos em vários aspectos.

Não bastasse a desconfiança no portátil, no ano passado a EA também publicou acidentalmente os recursos do FIFA 19 na versão do Switch que não existiam. Foi o bastante para o preconceito proliferar solto através de postagens ácidas, memes e afins.

Veja uma partida de FIFA 19 para Switch e XB1. E aí, prefere qual?

Melhor perguntar direto

No início deste mês, alguns usuários do Switch relataram ter recebido uma pesquisa da Nintendo sobre o FIFA 20 para o Switch. De acordo com os depoimentos, a pergunta indagava se os nintendistas estariam interessados em um FIFA 20. No caso de negativa, ainda teriam de responder o por que do desinteresse.

Em suma, não está claro para a EA se seus clientes realmente preferem jogar os games da empresa em outra plataforma. De qualquer maneira, parece que o único jogo descartado mesmo para o portátil é The Sims. Mais pesquisas certamente estão por vir.