Pela sexta vez, filme inspirado no game Uncharted perde diretor; Tom Holland está envolvido

Publicado em 31/12/2019
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Atrasos no lançamento de filmes e trocas de diretores são relativamente comuns na indústria cinematográfica. Agenda, orçamento e questões contratuais são apenas alguns dos imprevistos que podem atrapalhar um projeto. Contudo, a adaptação do game Uncharted para o cinema está longe ser tida como uma obra com problemas pontuais.

Em tentativa de ser um filme desde 2008, a franquia do game protagonizado por Nathan Drake encontra na parte da direção sua principal dificuldade. Com a saída do diretor Travis Knight, já é a sexta vez que o cargo fica livre para o filme. De acordo com o apurado pelo site Dead Line, o problema tem a ver com Tom Holland, escalado para o papel principal.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Como se sabe, Tom também vive o personagem Homem-Aranha no cinema, cuja programação do terceiro filme aparentemente encavalou alguns compromissos entre os dois projetos. E como com grandes papéis vem grandes agendas complicadas, parece que o diretor preferiu focar em outros projetos pré-combinados, abandonando assim a missão Uncharted.

Vai atrasar?

Contudo, a Sony Pictures afirma que Tom Holland segue no papel principal assim como Mark Wahlberg estará no filme como Victor Sullivan. O roteiro segue mantido, com o que já foi escrito por Rafe Judkins e a dupla Art Marcum e Matt Holloway. Em contrapartida, o filme muito provavelmente sofrerá outro atraso de lançamento, que teve

Nenhum game vai para o cinema sem alguma polêmica

De fato, o filme em questão já representa a obra cinematográfica mais problemática que um game já sofreu ao ser adaptado para as telonas. Contudo, vale lembrar que sempre que um jogo inventa de virar filme, o lado da sétima arte vive um filme de terror particular durante esse processo.

O redesign de Sonic, a inconsistência dos Resident Evil e o desastre de Doom: A Porta do Inferno são apenas alguns dos casos em que os gamers não sentiram fidelidade à altura. Algumas pessoas chegam a negar que o filme do trailer abaixo sequer tenha existido.

Em suma, quando o assunto é game no cinema, todo mundo sente o drama, e quase nunca há final feliz.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio