Coronovairus switch
Confira como um vírus pode dar um deixar um cenário de mercado no nível hard. Montagem: Divulgação.

Há algumas semanas, o nome “Coronavírus” se anexou ao vocabulário dos brasileiros de uma maneira preocupante. Inicialmente tido uma controlada ameaça localizada no interior da China, o vírus que ataca o sistema respiratório tem avançado de maneira aparentemente incontrolável pelo mundo.

E uma vez que sua contaminação derruba humanos infectados em poucos dias, isso traz consigo uma série de impactos de todas as ordens que podem levar ao caos, caso providências drásticas não sejam tomadas.

Embora pareça um roteiro clichê de um game baseado no universo de Resident Evil, a ameça é real e para todos os lados, inclusive para a Nintendo. Mas o que é o Coronavírus e como ele afeta o mundo, principalmente as empresas?

O que é o novo Coronavírus?

Confira a definição do Coronavírus feita pelo Ministério da Saúde brasileiro:

Trata-se de um novo vírus que tem causado doença respiratória pelo agente coronavírus, com casos recentemente registrados na China. Importante saber que os coronavírus são uma grande família viral, conhecidos desde meados de 1960, que causam infecções respiratórias em seres humanos e em animais.

Geralmente, infecções por coronavírus causam doenças respiratórias leves a moderadas, semelhantes a um resfriado comum. Alguns coronavírus podem causar doenças graves com impacto importante em termos de saúde pública, como a Síndrome Respiratória Aguda Grave (SARS), identificada em 2002 e a Síndrome Respiratória do Oriente Médio (MERS), identificada em 2012.

Como ele afeta a indústria gamer?

A doença vem afetando a China desde dezembro de 2019, e em pouco mais de um mês e meio, já se espalhou para outras partes do mundo. De acordo com registros públicos, já foram confirmadas mais de cinco mil casos de contaminação e 130 mortes.

E como qualquer doença de alto poder viral, o Coronavírus já ultrapassou suas fronteiras inciais. Já saiu da China e atualmente possui casos em boa parte da Ásia, com casos confirmados na Europa e Américas. No Brasil, já existem nove casos suspeitos de coronavírus em seis estados, de acordo com informações que foram divulgadas nesta quarta-feira (29) na coletiva de imprensa do Ministério da Saúde, em Brasília. Os dados são referentes ao período de 18 a 29 de janeiro.

Voltando a Ásia, parte desses países possuem as maiores fábricas de produtos tecnológicos do mundo. A região chinesa, por sua vez, concentra uma parte fundamental do mercado de eletrônicos no mundo.

Para se ter uma ideia da importância dessa região para o mercado em questão, somente a cidade de Shenzhen, que liga Hong Kong ao território chinês, é responsável por praticamente 90% da produção mundial de produtos eletrônicos. Logo, uma epidemia numa região como essa funciona como uma bomba em vários sentidos.

Efeito dominó

Uma das principais medidas preventivas que compõe um cenário que visa contornar o caos é evitar a aglomeração de pessoas. Eventos, transporte público e ambiente fabril são locais com alta oportunidade de propagação do vírus. Contudo, quando um hospedeiro se instala nesse tipo de concentração, torna-se uma questão de tempo até que a roda da economia sinta os impactos.

E de acordo com o CEO da Nintendo, Shuntaro Furukawa, os operários fabris da Nintendo China já estão desfalcando as linhas de montagem no país. Vale lembrar que Sony, Microsoft, Appple, Samsung e outras gigantes dos eletrônicos tem importantes pólos fabris nos país.

Assim, uma das medidas tomadas pelo governo chinês foi fechar temporariamente atrações que juntem multidões, principalmente turistas. Desta forma, locais como a Disney de Xangai, visitação na Grande Muralha da China e monumentos em Pequim, como os túmulos da família Ming e a floresta Yinshan Pagoda estão encerradas.

“Decidimos cancelar os jogos nos meses de fevereiro e março na China, a fim de proteger a saúde e a segurança de nossos jogadores, fãs e funcionários.” Overwatch League

A LCK, a maior competição de LoL da Coreia do Sul, considerada a meca dos eSports, manteve a competição mas fechou as portas para o público.

Reflexos

Quando qualquer produto fica escaço por conta de uma crise dessa magnitude, alguns fenômenos sociais tendem a aparecer. Confira alguns:

Desconfiança
Achar que um vírus pode vir dentro de uma embalagem made in China é uma das mais prováveis deduções que se pode fazer em breve. E com a fábrica da Nintendo tendo sua produção afetada oficialmente, as crendices tendem a se tornarem inflamadas.
Ainda não existe uma campanha informativa para saber de fato quais os principais canais transmissores de uma doença como essa.

Inflação

Sem operários para produzir, a tendencia natural do mercado é que se valorize o que ainda há disponível. Lojas que já possuem consoles vindos da China, irão segurar por um tempo suas vendas e em seguida vendê-los por valores muito acima do mercado, inflacionando, assim, o preço final dos produtos gamers.

Alternativas

Vale lembrar que jogos físicos também estão passíveis do mesmo problema em questão. Em contrapartida, se a questão física fica comprometida, as vias digitais podem se beneficiar disso. Não haverá um funcionário para produzir uma mídia física numa China afetada, mas um download do mesmo jogo pode perfeitamente ser acionado a partir de servidores espalhados pelo mundo.

E aquilo tudo que comprei da China?

Assim como mencionado acima, a logística é certamente a parte do processo que está mais sujeita a interferências. Do voo que é cancelado ao navio que aporta em Santos vindo de semanas ao mar, tudo pode contribuir para que uma simples compra de videogame se torne uma missão hard.

E isto já está sendo sentido nas importações dos produtos da China. Não apenas nos atrasos, mas na subida de preços, porque a liberação de produtos em portos e aeroportos já está ficando mais cara. Segundo o economista Ricardo Balistiero, coordenador do curso de Administração do Instituto Mauá de Tecnologia, em entrevista ao R7, “todos os critérios de vigilância vão ser cobrados. Isso pode encarecer as transações ou preço final.”

Ainda de acordo com Ernani Reis, analista da Capital Research, na confirmação de um cenário mais pessimista, a queda da produção da indústria chinesa pode reduzir a oferta de eletrônicos e outros itens de consumo. “Isso pode pressionar a alta do preço pela escassez dos produtos”, disse também para o R7.

A Liga profissional de League of Legends da China foi suspensa devido a coronavírus

“diversos membros da equipe operacional (da liga) e dos times participantes foram afetados pelas restrições de viagem implementadas para mitigar a propagação do vírus”

Portanto, o mercado gamer também irá sofrer como todos os outros, mas sim na indústria de hardware. Na de software, podem acontecer atrasos nos lançamentos porque as desenvolvedoras podem fechar suas portas por riscos da doença e eventos serem cancelados. Mas isto são fatores que apenas as próximas semanas poderão responder.