Magic The Gathering
Imagem: Divulgação

Magic: the Gathering, M:TG, MTG ou simplesmente Magic, é um jogo de cartas colecionáveis criado por Richard Garfield em 1993, no qual os jogadores utilizam um baralho de cartas construído de acordo com o seu modo individual de jogo para tentar vencer o baralho adversário.

Ele é praticamente quem deu o pontapé inicial nos card games conhecidos como de Pokémon, entre outros. Começou com os jogadores de mesa de RPG e desde o século passado, apenas cresceu em número de pessoas que jogam casualmente, colecionar e até mesmo participar de campeonatos.

Desde então como outros jogos de RPG, o card game também migrou para outras plataformas, principalmente a de PCs, continuando com o mesmo desafio. Mas, na vida tudo existe um mas, e muitos jogadores por diversos motivos pararam de jogar Magic e atualmente com tantas notícias acabam ficando em dúvida sobre este “novo” Magic, que a cada dia atrai mais entusiastas, principalmente das mídias digitais.

Com MTG Arena, o card game está mais acessível do que nunca. O jogo é gratuito, didático e facilita a jogabilidade com a automatização de todas as regras. E se Magic despertava sua curiosidade, mas você tinha dúvidas em jogar, ou até mesmo retornar, aproveite pois este é o momento certo!

E pensando neste público, o Observatório de Games fez uma entrevista exclusiva com Carolina Moraes, Coordenadora de comunidade do Magic: the Gathering Brasil para falar sobre o passado, presente e futuro da marca! Confira abaixo:

Magic sempre foi sinônimo de Card Games. Os jogadores sempre gostaram de ficarem horas e finais de semana disputando com amigos em casa e até mesmo em encontros. Ainda hoje, com a propagação do meio digital, Magic ainda possui uma parcela do público que busca jogar apenas casualmente?

R: Sim, sem dúvida alguma! O formato mais popular do Magic: The Gathering é casual e se chama Commander. Neste formato os jogadores participam de partidas com vários adversários simultaneamente utilizando decks únicos e autênticos. O que observamos é que o game digital aumentou a nossa base de fãs e jogadores em todos os níveis.

Para aqueles que nunca jogaram Magic, por onde eles devem começar? Pelo físico ou digital?

R: Essa é uma ótima pergunta. O jogador pode começar tanto pelo físico quanto pelo digital, pois as experiências são igualmente didáticas e complementares. Para quem quiser começar pelo digital, basta baixar o game MTG Arena. Ele é gratuito para jogar no PC e possui um tutorial bem legal, além do jogo presentear os iniciantes com vários cards.

Já para a versão física, organizamos um evento especial chamado Magic Open House quatro vezes por ano nas lojas parceiras, e presenteamos os participantes com um deck de Magic.! O próximo Magic Open House aconteceu nos dias 1 e 2 de fevereiro, e para descobrir a próxima data e uma loja é só visitar o website Wizards Store Locator.

Como o Magic funciona? O meio digital complementa os cards físicos? Como se dá essa relação?

R: O Magic: The Gathering é um game de estratégia com cards que utiliza o princípio de turnos. Ambas as versões, digital e física, são experiências genuínas de gameplay. O MTG Arena é mais uma das muitas formas de se jogar o MTG, ou seja, a versão digital não corrige algo que falta no físico, e é mais uma das muitas formas de um jogador experimentar o jogo incrível que é Magic, jogo com mais de 26 anos de história.

Para ter os cards digitais, eu devo pagar por eles? Se sim, posso comprar cards soltos, boosters e etc?

R: O MTG Arena é um game grátis pra jogar! Você ganha ouro realizando missões no jogo e booster packs conforme sobe de nível, mas é claro que é possível acelerar a sua coleção comprando recursos no game, adquirindo as gemas que podem ser trocadas por ouro, ingresso para eventos, cosméticos e até mesmo o passe de maestria, que é uma forma de ganhar mais recursos conforme sobe de nível.

Atualmente só podemos jogar Magic via PC. Vocês pretendem lançar em breve para os smartphones? E para outras plataformas?

R: O time de desenvolvimento está estudando essa possibilidade, mas ainda não há uma previsão para lançamento do MTG Arena para outras plataformas além do PC.

Como vocês definem a última década de evolução da empresa? Os problemas, as vitórias e como isso irá repercutir para a nova década?

R: A última década foi incrível para o Magic: The Gathering! Lançamos um novo produto digital, novos produtos para o card game físico com suporte para todo o tipo de público, publicamos livros e quadrinhos contando as histórias por trás dos cards, fizemos nosso primeiro crossover entre o MTG e o D&D com o livro Guildmaster Guide to Ravnica, lançamos novos trailers incríveis com um visual cinematográfico muito bem recebido pelo público gamer, além de anunciarmos um investimento de 10 milhões de dólares para o cenário competitivo do MTG. A nova década tem tudo pra ser ainda mais incrível. Acredito que nós vamos surpreender, e muito, nossos fãs e toda a comunidade geek nos próximos anos!