Ator do game Yakuza 6 se envolve com criminosos e pode perder emprego

Publicado em 29/6/2019
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Parece que a vida imitou a arte nesta última semana. Isso porque foi descoberto que Hiroyuki Miyasako, ator que deu vida ao personagem Tsuyoshi Nagumo no game Yakuza 6, esteve envolvido com criminosos reais. De acordo com o portal Japan Times, o ator trabalhou numa festa de criminosos envolvidos com fraudes financeiras.

だめだ!(não pode!): A situação do ator está complicada agora. Imagem: reprodução

A notícia chegou ao conhecimento de sua agência, a Yoshimoto Kogyo Co, que rompeu relações com o ator e comediante assim que soube dos fatos.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

O caso

Junto a outros 10 atores (também dispensados) o artista participou de um show de comédia em 2014, sendo pago pelo grupo. Em nota, a agência divulgou que mesmo que eles ainda não soubessem os meios pela qual os contratantes conseguiam dinheiro, o grupo repudia envolvimento com grupos desse tipo.

“Mesmo que os comediantes desconhecessem que era uma reunião organizada por um grupo antissocial, ainda levamos em consideração que terem aceitado dinheiro desse grupo é um assinto sério”, divulgou a agência.

Consequências

Para o game em si, provavelmente nada deve mudar, dado que Yakuza 6 já está disponível desde 2016. Contudo, a repercussão do caso pode respingar ainda nos programas de TV, de Miyasako, que consequentemente pode perdê-los. Todavia, não fora informado se os criminosos tem algum envolvimento com a Yakuza.

Outros envolvimentos do game com o crime

Embora o caso esteja repercutindo muito, não é primeira vez que a franquia sofre desconforto por conta de seus colaboradores. Ainda em março desse ano, a prisão de Pierre Taki, ator que deu vida ao personagem Kyohei Hamura em Judgment, fez a SEGA interromper as vendas digitais do jogo.

O personagem Kyohei Hamura *(sq.) , inspirado nos traços físicos de Pierre Taki (dir.)

Taki foi preso por uso de cocaína, cujo consumo é considerado crime no Japão. Diante da gravidade moral que isso representa ao arquipélago, SEGA tratou de literalmente apagar qualquer ligação da empresa com o ator, apagando assim todas as postagens com Pierre em suas redes sociais e sites do projeto.

Mais informações sobre o escândalo devem ser divulgadas em breve.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio