The Witcher
Freya Allan (Ciri) e Anya Chalotra (Yennefer de Vengerberg) comentaram as dificuldades das pronúncias (Imagem: Reprodução)

Nas adaptações de livros aos cinemas ou nas séries, sempre há uma questão que pega os atores e produtores: os nomes difíceis. Mesmo que sejam escritos de uma certa maneira, praticamente não há como dizer como você deve falar qualquer nome sem que alguém decida arbitrariamente: “você diz assim, não aquilo”. Quando se trata de The Witcher, da Netflix, felizmente, existem os videogames para recorrer, mas, como não é tecnicamente baseado nesses jogos, tudo ainda estava em jogo. E o elenco conhece isso incrivelmente bem.

Em entrevista à BBC Radio 1, os membros do elenco de The Witcher, Freya Allan (Ciri) e Anya Chalotra (Yennefer de Vengerberg) lembraram as dificuldades de colocar todos na mesma página em termos de nomes. Acontece que havia muitos nomes diferentes para se lembrar, e nem todos se lembraram deles exatamente da mesma maneira.

“Oh meu Deus, tínhamos tantas versões diferentes dos nomes”, disse Chalotra.

“Isso é verdade; isso foi um problema”, disse Allan. “Acho que Ciri foi provavelmente o mais fácil, mas como as pessoas realmente lutaram. É como se fosse ‘Geralt’, não é ‘Gerald’ ou ‘Jeralt’ “, complementou.

“Todo mundo coloca um D no final”, acrescentou Chalotra. “E depois foi para as várias pronúncias de Calanthe, Jaskier e muito mais. Basicamente, o trabalho de alguém devia ter mantido tudo isso consistente, e não os invejamos nem um pouco.”, finalizou.