Epic vs Apple
Imagem: Ilustração

Quem diria! Depois da Epic ter feito um vídeo de paródia da Apple, além de ter “esnobado” a empresa, além da base de fãs e muitos sites de game terem dito que a Apple não conhecia o poder de Fortnite, parece que tudo não passou de grito. A realidade é bem diferente do que tem se mostrados nos bastidores, e isto não é por causa de uma empresa ter mais força do que a outra. Na realidade é, mas não da maneira como muitos pensam.

O fato é que no processo em andamento entre a Epic Games e a Apple, a primeira agora abordou a Apple no tribunal implorando – isto não é uma maneira de chamar a sua atenção, mas a realidade dos bastidores e noticiada com o mesmo teor por vários sites – para que Fortnite seja colocado de volta na App Store.

O motivo? Muito simples, a Epic vem perdendo um grande número de jogadores, como já era de se esperar, dos dispositivos móveis da Apple. Na briga entre “vulgos” especialistas do setor do games e fanboys, nenhum destes pensou que se X usuários não utilizam mais o game, são X usuários mais X elevado a muitas potências de patrocinadores que preferem e MUITO, o nome da Apple e todo o seu vasto mercado de mídia, do que apenas um jogo de “tiro”.

Isto não é desmerecimento ao Fortnite e nem aos seus fãs. Apenas uma realidade. Patrocinadores querem o seu nome amplamente divulgado, e a Apple querendo ou não, possui este vasto poder e comunicação, com seus mobiles, streamings, filmes, música, entre outros.

Já a Epic, é limitada pela necessidade de ter o seu game funcionando em mobiles, PCs e consoles, ou seja, ela PRECISA do hardware e software de outras empresas.

Entendo a situação

Fortnite foi oficialmente removido da App Store em 13 de agosto, após o lançamento da 4ª temporada do jogo em várias plataformas. O título foi removido do iOS devido ao lançamento do Epic Direct pela Epic, um novo serviço para usuários móveis comprarem moeda dentro do jogo. A Epic Direct concede à Epic a capacidade de cortar completamente o provedor móvel da transação, permitindo que a empresa evite pagar o corte usual de 30 por cento para compras no jogo em plataformas móveis. Após o anúncio, a Apple imediatamente retirou o Fortnite da App Store, levando a uma série de retaliações entre as duas empresas desde o início de agosto.

Não foi bem isso que eu quis dizer…

Agora, parece que a Epic pediu uma liminar primária contra a Apple, pedindo que a empresa restaure Fortnite na App Store mais uma vez. A Epic está entrando com a liminar com o fundamento de que a empresa sofrerá “dano irreparável” durante este período de paralisação. A empresa afirmou que sua contagem de usuários ativos diários no iOS caiu 60 por cento desde que Fortnite foi removido da App Store, com a última atualização da temporada nem mesmo chegando ao iOS.

A dona do Fornite pediu ao tribunal que impedisse a Apple de continuar a bloquear o Fortnite de sua loja, dizendo: “Este é um passo necessário para libertar consumidores e desenvolvedores do controle anticompetitivo e caro da Apple”. Inicialmente, a Apple afirmou que permitiria que o Fortnite retornasse à App Store se a Epic removesse o Epic Direct da plataforma. Até o momento, a Epic não concordou com esses termos, mesmo com os tribunais apoiando a decisão da Apple de banir Fortnite do iOS.

Na realidade, e a Apple sabe muito bem disso, ao dizer que “este é um passo necessário para libertar os consumidores e desenvolvedores”, é que isso tudo é apenas uma desculpa, pois a Epic já afirmou que vem perdendo muitas cifras sem os usuários da maçã. Além disso, caso o game realmente tivesse todo esse poder, os usuários do iOS já teriam migrado para outros dispositivos móveis para continuar a jogar, o que parece pelos números, que isto não vem acontecendo.

Outras brigas

A Epic não é a única empresa com a qual a Apple está tendo problemas no momento. O vice-presidente da Microsoft, Phil Spencer, também está apoiando a posição da Epic contra a Apple em relação à remoção do software Unreal Engine da Epic dos sistemas iOS e Mac. Embora a Apple tenha a aprovação do tribunal para manter o Fortnite removido da App Store, a decisão da empresa de também encerrar o acesso da Epic às ferramentas de desenvolvimento no iOS e Mac foi rejeitada.

Parece que as linhas estão sendo traçadas e os lados escolhidos nesta batalha legal. Se outras empresas de tecnologia escolherem ficar do lado da Epic ou da Apple, isso pode ter um impacto duradouro na indústria. Com o Google levando a Epic ao tribunal por causa do uso do Epic Direct em Fortnite em seu próprio caso separado, todo o tratamento da indústria de práticas de pagamento móvel pode mudar após este caso.

E quem realmente tem a ganhar? Os usuários! Pois todas as empresas citadas acima utilizam de uma forma ou de outra artimanhas para monopolizar os seus produtos.

Leia também: