BANIDO JAIR RENAN BOLSONARO
Imagens: Folha de São Paulo/Divulgação.

Jair Renan Bolsonaro (22), o filho “04″ do presidente Jair Bolsonaro, foi ao Twitter nesta sexta (1) demonstrar indignação pela suspensão de sua conta na rede social Twitch, após seus comentários polêmicos sobre a COVID-19 repercutirem negativamente durante uma partida de PUBG transmitida pela sua conta.

Jair Renan contestou os critérios de punição dos moderadores da rede social, alegando que existem perfis que cometem infrações muito mais graves do que as suas ‘brincadeiras’ feitas sobre a COVID-19. Confira abaixo:

Contudo, o desabafo acabou atraindo muito mais críticas do que apoios. Diversos internautas foram ao perfil do estudante para reagir com memes e frases de repúdio ao comportamento de Jair Renan Bolsonaro. Confira algumas reações:

Apoios

Críticas

Entenda o caso

No dia 20 de abril, Jair Renan transmitia uma partida do game PlayerUnknown’s Battlegrounds (PUBG) através de sua conta na Twitch, uma rede social de vídeos muito popular entre os gamers, que usam a plataforma para transmitir partidas online de vários jogos enquanto interagem com outros internautas.

No vídeo em questão, durante um trecho Jair Renan minimizou os efeitos da pandemia de COVID-19, e assim como fez o pai em março deste ano, rotulou a doença como “gripezinha”. Contudo, foi através de um trecho publicado pelo músico e youtuber Nando Moura que Renan demostrou indignação:

Vamos pra rua na pandemia, tá ok? Pô, que pandemia, malandro? Isso é história aí da mídia, pra trancar você em casa, achar que o mundo tá acabando. Pô, é só uma gripezinha, irmão, vai tomar no c…. Peguei, passou. Prefiro morrer tossindo que morrer transando.” diz Jair Renan no vídeo. Confira:

Após assistir o trecho, Renan publicou a versão estendida do comentário, onde ele pede desculpas por ter invertido o raciocínio da última frase:

Acusando Nando de ‘mau caráter’, o estudante de direito ainda respondeu os internautas sobre seu posicionamento sobre o vírus, que até o momento, já matou mais de 200 mil pessoas pelo mundo.

Em tom de ironia, Renan diz nos comentários da postagem que já tomou cloroquina, mas que “nióbio e grafeno ficaram com ciúme” em clara referência ao declarado entusiasmo do pai pelos temas.

O filho do presidente ainda responde mais algumas perguntas sobre o novo coronavírus, sempre alternando entre ironias e minimizações a situação em questão.

Nando Moura rebateu a réplica de JRB, chamando o jogador de PUBG de ‘palhaço’, fazendo ainda acusações sobre sua família:

Punição

Após a repercussão negativa do vídeo, Jair Renan teve sua conta desativada da rede social. Procurado pelo UOL, a assessoria da rede social Twicth disse que punição é provisória, mas todo o conteúdo polêmico foi deletado. “De acordo com nossas políticas de conduta de ódio, Renan Bolsonaro foi suspenso temporariamente da Twitch por comentários feitos em sua stream e o conteúdo foi removido.

Sobre o game que Renan joga

PlayerUnknown’s Battlegrounds (PUBG) é um popular jogo de tiro, onde até 100 jogadores podem disputar simultaneamente uma partida. No começo do game, todos caem de paraquedas em uma ilha em busca de armas e equipamento, com objetivo de matar outros jogadores enquanto lidam com o tempo e a diminuição progressiva da área do jogo. Vence quem sobrar ao fim. Confira o trailer abaixo:

Bolsonaro e os games

Embora o episódio da vez possa ter pouco vínculo com os games, o tema se cruza com frequência com o sobrenome Bolsonaro. O presidente é um confesso admirador de jogos eletrônicos, já tendo inclusive postados fotos jogando games de realidade virtual em sua conta no Twitter. Relembre:

Além de jogar, o presidente também já se manifestou publicamente acerca da preocupação em reduzir impostos que incidem sobre essa categoria. Confira algumas reportagens sobre essa movimentação do atual governo abaixo:

Bolsonaro virou jogo

O universo dos games também já foi usado com a figura de Jair Bolsonaro para polemizar de maneira negativa. Em 2018, os pensamentos mais polêmicos do então presidenciável inspiraram a criação de um jogo protagonizado pelo próprio Jair.

Intitulado de Bolsomito 2k18, o jogo colocava Bolsonaro percorrendo cenários brasileiros e espancando minorias que supostamente atrapalhariam o desenvolvimento do país.
Manifestantes caracterizados como integrantes do MST, feministas, gays e jumentos com bandeiras do PT (simbolizando simpatizantes do partido dos trabalhadores) são combatidos com socos, chutes e empurrões.

Cenas de Bolsomito 2k18, onde Jair Bolsonaro percorre o Brasil agredindo supostos opositores aos seus ideais.  Imagens: reprodução/divulgação

Dependendo da fase, acontecia algo bizarro com os oponentes. Confira essa história junto com outra repercussão envolvendo política e games abaixo: