Fortnite Zenon e Kid Player
Imagem: Reprodução

A Epic Games, desenvolvedora de Fortnite, acaba de realizar outra ação contra Zenon e Kid Player, jovens jogadores do battle royale, principais promessas do competitivo brasileiro.

Em uma atitude surpresa, a empresa bloqueou nesta segunda-feira (14), os códigos de criadores de ambos jogadores. A ação revoltou novamente a comunidade brasileira do jogo, que se uniu no Twitter, pedindo o desbloqueio, confira.

O que são os códigos?

O famoso ‘code’, foi uma criação da Epic Games com o intuito de ajudar e auxiliar economicamente os criadores de conteúdos e jogadores profissionais do título. A ferramenta é bem simples, a comunidade ajuda seus players e criadores preferidos utilizando essas tags na hora de adquirir uma skin, game e entre outros.

Para muitos que utilizam o Fortnite como trabalho, o recurso é uma da principais fontes de renda mensais de jogadores e de alguns produtores de conteúdos.

Declarações

A redação do Observatório de Games procurou Rodrigo Vitor da Fonseca, pai de Vitor “Zenon” Hugo (9 anos) e Weverton Domingues, pai de Leandro Gabriel Domingues, conhecido como ‘Kid Player’ (7 anos), que responderam sobre o ocorrido.

“Eu acordei e como todos os dias eu abri o email e encontrei o comunicado dizendo: Recebemos informações de que o seu conteúdo violou o nosso Código de Conduta. Portanto, tivemos que desativar a sua Epic tag enquanto sua conta permanece sob revisão”, conta o Weverton Domingues.

Já Rodrigo Vitor da Fonseca, comenta que o código de criador não está no nome de Zenon, o que automaticamente não viola a conduta da empresa (O mesmo acontece com Kid Player, de acordo com seu pai).

“O código está em meu nome, não do meu filho. Logo não violamos nenhuma conduta das tag, não fazendo sentido o banimento”, comenta.

Para piorar a situação, segundo com os responsáveis das jovens promessas, a Epic Games não paga os rendimentos dos códigos há mais de três meses, prejudicando o rendimento das famílias.

E a Epic Games?

Além dos comunicados realizados nos emails, a Epic Games, desenvolvedora de Fortnite, não se pronunciou novamente sobre os casos. Enquanto isso, a comunidade brasileira, como já informado, se une nas redes sociais, sendo um dos assuntos mais comentados no Twitter, até o momento.

Leia mais: