Sega Akibahara
Imagem: Google

O Edifício Akihabara nº 2 da Sega começou o longo processo de abandonar a marca em favor do cinza ardósia de um entediante arranha-céu de Tóquio. Há muito pouco a agradecer ao ano de 2020. Grandes incêndios florestais que alimentam a mudança climática, uma pandemia global que causou dificuldades econômicas incalculáveis e o aumento das tensões das superpotências globais estão apenas afetando a vibração geral do planeta. E isso é meio que dizer o mínimo.

O fechamento de um amado fliperama de Tóquio dificilmente parece superar essa terrível calamidade, mas pode ser difícil medir a resposta emocional de alguém a todas essas crises que acabam com o mundo. E mesmo que seja algo material, é fácil sentir uma nostalgia simples e triste pelo fechamento deste símbolo em Tóquio.

No início de agosto, os moradores de Akihabara, Tóquio, foram avisados de que o Prédio 2 da Sega fecharia no final do mês. O edifício icônico, coberto com logotipos da Sega e personagens de anime, encerraria as operações e demitiria toda a equipe, outra aparente vítima do COVID-19.

Você dificilmente pode culpar a Sega por puxar o plugue. A pandemia em curso atingiu o Japão da mesma forma que todos os outros lugares, exigindo que regras de distanciamento social sejam seguidas para evitar a propagação do vírus. Com as pessoas encorajadas a entrar em quarentena em casa, ninguém vai a um fliperama público, e isso simplesmente significou a desgraça para o Prédio 2 da Sega.

Hoje (23), uma breve atualização da foto do usuário do Twitter, @kaztsu mostra os trabalhadores removendo os icônicos logotipos da Sega do lado de fora do prédio. Agora, qualquer superfície que não esteja coberta com vidro reflexivo é apenas um cinza-ardósia chato.

“Outro marco para 2020”, escreveu um usuário do Twitter em resposta. Mais como outra vítima para 2020. Mesmo em um país que adora fliperamas tanto quanto o Japão, os espaços públicos dedicados aos jogos estão morrendo. Há poucas chances que um novo fliperama tomará o lugar deste.

Leia também: