Relembre os momentos mais assustadores dos títulos sequentes de Resident Evil 3

Publicado em 2/6/2020
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Lançado no último dia 3 de abril pela Capcom e distribuído no Brasil pela Warner Bros. Interactive Entertainment, o novo Resident Evil 3, reimaginação do clássico de 1999, trouxe de volta um dos vilões mais poderosos da franquia, o Nemesis, em um visual ainda mais assustador. E essa “tradição” de inimigos marcantes nos jogos da série é algo que segue despertando a imaginação dos fãs nos títulos sequentes de Resident Evil 3. Relembre na lista a seguir:

RESIDENT EVIL 4

Um dos games mais aclamados da franquia, Resident Evil 4 influenciou o gênero de survival horror e trouxe o retorno do protagonista Leon S. Kennedy. O enredo acompanha o agente encarregado de resgatar a filha do presidente dos Estados Unidos, raptada por um culto misterioso controlado por um parasita, conhecido como Las Plagas, em uma vila da Europa.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Um dos grandes momentos de Resident Evil 4 fica por conta dos Regenerators, armas biológicas infestadas pela Plaga, que fazem um tipo de grunhido assustador e conseguem recuperar partes destruídas do corpo. Mas, vale um destaque especial para o Dr. Salvador que, inspirado por grandes ícones do horror no cinema, está na vila pelas Plagas, e, mascarado, ataca o protagonista com uma motosserra.

RESIDENT EVIL 5

A história se passa com Chris Redfield seguindo sua luta contra o caos gerado pela Umbrella Corp. Agora, Chris é enviado a Kijuju, uma pequena cidade situada na África, com a missão de capturar um contrabandista de bioarmas, Ricardo Irving. Para isso, conta com a nova parceria de Sheva Alomar – nascida em 1986, em uma família pobre na África, ex-guerrilheira que serviu as forças da B.S.A.A.

Em Resident Evil 5 há ainda o surgimento de um monstro familiar, porém bastante assustador, chamado “Executor”. Assassino mascarado, silencioso, que anda com um machado gigante coberto por sangue, promove uma luta brutal e assustadora com o protagonista. O jogo ainda apresenta um novo e revolucionário modo cooperativo da série, permitindo que os jogadores experimentem o medo juntos enquanto o terror sai das sombras e entra na luz do dia.

RESIDENT EVIL 6

Um dos jogos mais esperados de 2012 chegou aterrorizando os consoles desta geração, o Resident Evil 6. Que permite aos jogadores selecionar três campanhas interligadas por diferentes enredos, e com personagens jogáveis distintos. Leon S. Kennedy é obrigado a matar o Presidente Adam Benford, que ameaçava sua nova parceira Helena Harper após um ataque que espalhou o C-Vírus na Universidade Ivy – com os dois precisando escapar do local, infestado de zumbis, e ir para a catedral de Tall Oaks (local onde ela afirma que dará respostas a Leon).

Em outra das campanha, Chris Redfield – que volta à B.S.A.A. após um traumático evento no passado – tendo a missão de conter os problemas causados por um ataque bioterrorista em Lianshiang. Para isso, tem Piers Nivans como parceiro. Em uma terceira campanha, Sherry Birkin – agente do D.S.O – recebe a missão de rastrear e negociar com Jake Muller (um mercenário com um DNA muito especial), com os dois sendo perseguidos pelo Ustanak, uma criatura que derrubará todos os obstáculos para capturar Jake. Há ainda uma campanha extra em que se joga com Ada Wong.

Apresentando um equilíbrio entre os momentos de ação e terror, Resident Evil 6 faz com que os jogadores se assustem mais quando as cenas de horror acontecem. Com um novo vírus transformando as pessoas em monstros horríveis, conhecidos como J’avo, que são mais inteligentes e usam armas e táticas para eliminar Leon. Isso, sem falar na ideia de parques infantis abandonados, que são cenários conhecidos em histórias de terror.

RESIDENT EVIL 7 biohazard

Resident Evil 7 biohazard é um retorno às origens da franquia de survival horror. Na história, que segue Ethan Winters em busca de sua namorada desaparecida, o jogador deve “bancar o detetive” para ir atrás de pistas. Ao chegar ao local da investigação, Ethan precisa lidar com uma família ameaçadora. Com um clima de mistério que permanece durante boa parte do jogo, o protagonista precisa buscar vestígios e dicas por todo o cenário, pedaços de papel e fotografias espalhadas pela casa.

Uma das grandes sacadas de Resident Evil 7 biohazard é a mudança de perspectiva da visão para a primeira pessoa. Durante as buscas, o surpreendente desenrolar dos acontecimentos vai intercalando sustos e muita tensão. Situações que causam arrepios estão ao longo de todo o game, incluindo barulhos e aparições de origem desconhecida.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio