Review | Modo campanha de CoD: Black Ops Cold War convence mesmo com problemas

Publicado em 16/11/2020
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

A franquia Call of Duty inaugura mais uma vez uma geração de videogames com Black Ops Cold War. Apesar do modo multijogador ser bastante parecido com as últimas versões da franquia, o novo título tem como principal ‘estrela’ o seu modo campanha. Porém, nem tudo são flores.

Para está análise, a Activision nos mandou a versão de Cold War para PlayStation 4. Mas isso não foi problema, já que o game para a atual geração está bem apresentado. Porém, em alguns momentos, senti quedas bruscas do FPS, principalmente nas cenas da histórias.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

A campanha

Como o próprio nome do título informa, a temática do game é totalmente baseada na Guerra Fria, e a ‘briga’ entre Estados Unidos e Rússia. Mas seu enredo não é o ponto principal, já que a Activision trouxe para os jogadores novas mecânicas de interação, deixando a jogatina mais fluída.

Dentre os principais recursos, estão as missões secundárias, criação de personagem, opções de diálogo e decisões que mudam o final da história. O fator que deixa o modo campanha mais interessante é o recurso ‘evidências’, que serve para explicar mais fundo a trama da campanha, fazendo com que a imersão bata ranking alto de satisfação.

Já no quesito tempo de jogo, a campanha de Call of Duty: Black Ops Cold War peca muito. Este fator faz um pouco de sentido, já que nesta era competitiva que os jogos estão entrando, muito títulos focam em conteúdos multijogadores. E o novo game da Activision não foge nada disso. Em média, o jogador concluí o modo história, terminando 100% do oferecido, entre 3 a 5 horas.

Imagem: Activision

Veredito

A escolha de ambientar a Guerra Fria, para mim, é uma das melhores decisões da Activision nos últimos anos. A opção é acompanhada de boas escolhas da empresa desenvolvedora, como as missões secundárias, as ‘evidencias’ e outros pontos que envolvem o jogador na trama de CoD: Black Ops Cold War.

Apesar de pontos positivos, o título é acompanhado de alguns erros. Além da queda brusca de FPS e má otimização, a principal falha, em minha opinião, está no tamanho da história. A empresa poderia ter aproveitado um pouco mais o tempo do jogador no modo solo.

Em resumo, CoD: Black Ops Cold War foi feito as pressas para estar disponível no lançamento do Xbox Series X e PlayStation 5. O game será um grande sucesso na nova geração, porém, parte da sua ‘fama’ estará entrelaçada por ser o único jogo de FPS disponível para os consoles citados. Podemos dizer que Black Ops Cold War é o que tem para hoje.

Call of Duty: Black Ops Cold War está disponível para PlayStation 4, Xbox One, PC, Xbox Series X, Series S e PlayStation 5.

Leia também:

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio