CEO da Microsoft compara Metaverso com estar num jogo videogame

O CEO ainda descreveu franquias como Halo e Minecraft como seus próprios metaversos

Publicado em 04/02/2022 18:13
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Satya Nadella, CEO da Microsoft, revelou que o interesse em adquirir a Activision Blizzard é motivado pelo desejo de construir ‘a próxima internet’. Em seu anúncio sobre a aquisição, a empresa falou que a mudança ‘acelerará o crescimento do negócio de jogos da Microsoft em dispositivos móveis, PC, console e nuvem e fornecerá blocos de construção para o metaverso’.

Apesar de não ter uma definição universalmente aceita, o metaverso é uma rede de espaços virtuais 3D onde as pessoas podem socializar, jogar e trabalhar, e alguns até o imaginam como um sucessor da web para celular. Desde o acordo com a Activision, Nadella falou sobre a visão da Microsoft para o Metaverso.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

“O Metaverso é essencialmente sobre a criação de jogos”, falou, ao Financial Times“Trata-se de ser capaz de colocar pessoas, lugares, coisas [em] um mecanismo de física e, em seguida, ter todas as pessoas, lugares e coisas no mecanismo de física se relacionando. Você e eu estaremos sentados em uma mesa de sala de conferência em breve com nossos avatares ou nossos hologramas ou mesmo superfícies 2D com áudio surround. Adivinha? O lugar onde temos feito isso desde sempre… é no jogo”, disse ainda.

“E assim, a maneira como abordamos o lado do sistema do que vamos construir para o metaverso é, essencialmente, democratizar a construção do jogo… e trazê-lo para qualquer pessoa que queira construir qualquer espaço e ter essencialmente pessoas, lugares, [e] coisas digitalizadas e relacionadas umas com as outras com sua presença corporal”, completou.

Durante a conferência Ignite 2021 da Microsoft, o CEO ainda descreveu franquias como Halo e Minecraft como seus próprios metaversos. “Em certo sentido, eles são 2D hoje, mas a questão é, agora você pode levar isso para um mundo 3D completo, e nós absolutamente planejamos fazê-lo”, afirmou.

“Para mim, apenas ser ótimo na construção de jogos nos dá permissão para construir esta próxima plataforma, que é essencialmente a próxima internet: a presença incorporada. Hoje, eu jogo um jogo, mas não estou no jogo. Agora, podemos começar a sonhar [com isso] através desses metaversos: eu posso literalmente estar no jogo, assim como posso estar em uma sala de conferência com você em uma reunião. Essa metáfora e a tecnologia… se manifestará em diferentes contextos”, complementou.

“Outro seria no contexto de um processo de negócios muito diferente. Se você olhar para o varejo ou construção, também é como quando você cria um gêmeo digital: você tem uma fábrica e está tentando visualizar como simular sua operação. Isso também é um exercício de jogo, exceto que você não está jogando. Você está tentando simular como uma fábrica funciona”, finalizou. O que acha da fala do empresário?

Via: Tom Ivan/VGC
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Produtos recomendados

HD EXTERNO

Comprar

CONTROLES

Comprar

CONSOLES

Comprar

ACESSÓRIOS

Comprar

CADEIRA GAMER

Comprar

HEADSET

Comprar