Adeus, Correios? Amazon terá entrega própria

Publicadohá pouco tempo
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Quem odeia o serviços dos Correios por algum motivo (ou mais de um) provavelmente vai ficar muito feliz com a notícia que a Amazon tem para dar a seus clientes. De acordo com o que foi apurado pelo Tecnoblog, a empresa começará em breve a ter seu próprio sistema de entrega no Brasil, o Amazon Logistic.

Assim como funciona em outros lugares do mundo, o sistema de entrega conta com pequenos grupos de entregadores que são contratados pela Amazon para entregar as encomendas comercializadas pela varejista. A empresa já teria inclusive adquirido grandes armazéns pelo país, que funcionarão como seus centros de distribuição.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Ainda de acordo com o Tecnoblog, a Amazon já estaria também contratando pessoas para compor o time de entrega em São Paulo, Rio de Janeiro, Belo Horizonte e Brasília.

Correios não devem ser totalmente descartados

O fato da Amazon montar um sistema próprio de entregas não necessariamente descarta o envio de produtos via Correios, já que o serviço do Brasil cobre todo território nacional, algo que a Amazon não consegue fazer. A ideia deve ficar em cobrir os grandes centros num primeiro momento.

Além dos Correios, a empresa também usa outros serviços como Total Express, Sequoia, Loggi, Jadlog, Shippify, OnTime, Diálogo, Dominalog e TLOG (Venkon). 

Contratando

A Amazon já está realmente em vias de começar o negócio de entrega. Prova disso é o site que a empresa disponibiliza para explicar como vai funcionar o seu serviço e também como os interessados em fazer parcerias podem se conectar com a empresa.

De acordo com a empresa de origem americana, os custos iniciais para fazer parte do Amazon Logistic estão fixados inicialmente em cerca de R$45 mil reais, que seriam dedicados à “abertura de pessoa jurídica e alvarás, serviços profissionais como honorários de contador e advogado, compra de suprimentos (como laptops), custos de recrutamento (como anúncios de empregos, exames toxicológicos e treinamento dos motoristas), além de viagem para treinamento do proprietário se necessário”.

Retorno

Dado o start, a Amazon calcula uma receita mensal de R$ 150 mil a R$ 350 mil, com lucros girando entre R$ 12 mil e R$ 22 mil para proprietários que operarem com 20 a 40 vans de entrega. Ainda de acordo com a empresa, não é necessário ter experiência, já que a Amazon oferecerá um treinamento para operar o sistema.

Como participar

Por enquanto, apenas convidados por e-mail estão sendo selecionados para a fase inicial do serviço, mas isso deve mudar mais adiante. Uma vez sendo aceito o convite e feita a nscrição, a Amazon retornará contato de 4 a 8 semanas, para realizar entrevistas.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio