Publicidade
知っていますか?

Chega ao Brasil ‘The Number’, novo jogo minimalista japonês

Misturando mecânicas de blefe, risco e adivinhação, board game chega ao país no próximo mês de maio
Gostou? Compartilhe!
The number
(Imagem: Reprodução)
Publicidade

A Repos Production, representada no Brasil pela Galápagos, uma das maiores editoras de jogos do país, acaba de anunciar globalmente uma novidade aos fãs dos jogos minimalistas japoneses. No próximo mês de maio chega às lojas o The Number, um board game misterioso que une as mecânicas de blefe, tomada de risco e adivinhação, em uma contagiante competição numérica.

Hisaki Hayashi, designer japonês reconhecido pela criação de famosos jogos como Trains, Rolling Japan, Yokohama e Metro X, é também o responsável pelo projeto extremamente imaginativo de The Number.

A dinâmica do jogo

Continua depois da Publicidade

Indicado para maiores de oito anos de idade e voltado para três a cinco participantes por partida, The Number não é um jogo de matemática, mas sim, de estratégia. Ele é jogado em duas rodadas de cinco turnos cada, durante as quais todos jogam ao mesmo tempo.

A cada turno, todos escrevem secretamente um número de zero a 999 em seus quadros e os revelam ao mesmo tempo. Depois, é preciso alinhar os números do maior para o menor (de cima para baixo). Começando pelo maior número, deve se verificar se o seu número foi aprovado ou eliminado.

Ele será aprovado se não tiver dígitos iguais com nenhum dos números abaixo dele. No entanto, se tiver pelo menos um dígito em comum com algum dos números abaixo dele, o participante é eliminado. Se o seu número for aprovado, o jogador ganha o número de pontos equivalente ao primeiro dígito do seu número. Em seguida, o participante deve riscar os dígitos que usou na sua placa, não podendo usá-los pelo resto da rodada.

Depois de vários turnos, as opções são reduzidas, tornando cada decisão ainda mais estratégica. Após duas rodadas, o jogador com a maior pontuação ganha o jogo.

A febre dos jogos japoneses

Considerado um centro criativo, o Japão torna isso ainda mais evidente quando o assunto são os board games. O país une os designers minimalistas mais consagrados a uma legião de fãs, que transborda ideias e tenta implementá-las. O fenômeno pode ser explicado, em parte, pelo tamanho tipicamente pequeno das casas, mas também pelo fato das pessoas no Japão jogarem em locais diferentes de seus lares com mais frequência, portanto, os jogos precisam caber no bolso.

Além desse movimento, outro combustível para essa tendência de entretenimento é o “500 Yen Games”, um concurso anual, realizado durante o Game Market. Na competição, os participantes são desafiados a criar um jogo e vendê-lo por ¥ 500 (cerca de 5 dólares) durante a disputa. Todos esses elementos criam um ambiente perfeito para a febre dos minúsculos jogos japoneses.

Preço – R$99,99

Onde encontrar – Aqui

CONTEÚDO RELACIONADO