Governador da Califórnia é acusado de interferir a favor da Activision Blizzard

Advogada envolvida no processo de discriminação contra a Activision Blizzard alega que o governador Gavin Newsom interferiu no caso.

Publicado em 14/04/2022 12:33
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Alegações sérias foram feitas contra o governador Gavin Newsom relacionadas ao processo de discriminação em andamento na Califórnia contra a Activision Blizzard. As alegações vêm de Melanie Proctor, uma importante advogada envolvida no processo da Activision Blizzard e advogada assistente do Departamento de Emprego Justo e Habitação da Califórnia.

Proctor está renunciando ao cargo e acusando o governador Newsom de interferir no processo e que a interferência imitou “os interesses do conselho da Activision”. O catalisador para a renúncia de Proctor e as alegações contra o governador Newsom e o Gabinete do Governador é a demissão da conselheira-chefe Janette Wipper.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Wipper renunciou ao cargo no mês passado, mas um representante agora confirmou que ela foi demitida. Proctor explica que Wipper foi demitida de seu cargo depois que ela “tentou proteger” a independência do departamento, enquanto este processava a Activision Blizzard. Esse esforço é descrito por Proctor como tendo levado diretamente à demissão de Wipper.

As alegações completas de Proctor contra o governador Newsom afirmam que ele e seu escritório “exigiram repetidamente aviso prévio da estratégia de litígio e dos próximos passos no litígio” em relação ao processo do Departamento de Emprego Justo e Habitação contra a Activision Blizzard. Proctor disse que a interferência do Gabinete do Governador aumentou à medida que o processo “continuou a vencer na Justiça Estadual”.

Não foram fornecidos mais detalhes específicos sobre a interferência do Governador Newsom ou do Gabinete do Governador.

O outro lado

O papel de Wipper como Conselheira Chefe do Departamento de Emprego Justo e Habitação da Califórnia tem sido bem visto. O governador Newsom até renomeou Wipper para o cargo apenas quatro meses atrás. Esforços anteriores da equipe de Wipper incluem auditorias dos dados salariais do Google e um processo subsequente, acordo de US$ 100 milhões da Riot Games por discriminação e assédio contra funcionárias e planos recentemente confirmados de processar a Tesla.

Wipper e Proctor não deixam o DFEH da Califórnia sem controvérsia, no entanto. Em outubro, após o esforço legal da Califórnia para reverter o acordo de US$ 18 milhões da EEOC com a Activision Blizzard, a EEOC alegou que Wipper e Proctor haviam violado as regras de ética ao participar de uma investigação da EEOC sobre a Activision Blizzard e, em seguida, também representou a DFEH em seu processo contra a empresa. Não está claro se essas alegações foram seguidas ou desempenharam algum papel nesses últimos eventos.

O que acontece a seguir é totalmente incerto. A EEOC resolveu oficialmente o processo federal contra a Activision Blizzard por US $ 18 milhões. O DFEH da Califórnia afirmou anteriormente que esse acordo prejudicaria seu próprio processo no estado contra a Activision Blizzard, de modo que o futuro do processo não é claro.

Agora, há alegações contra o governador da Califórnia, Gavin Newsom, que podem se tornar algo significativo. E tudo isso acontecendo à medida que a Microsoft avança com uma aquisição de US$ 68,7 bilhões da Activision Blizzard.

Via: Game Rant/Twitter
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Produtos recomendados

HD EXTERNO

Comprar

CONTROLES

Comprar

CONSOLES

Comprar

ACESSÓRIOS

Comprar

CADEIRA GAMER

Comprar

HEADSET

Comprar