Na Guerra de consoles, Xbox não quer mais competir com Nintendo e Sony, afirma diretor

Publicado em 17/8/2020
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Desde a criação dos consoles é recorrente a discussão sobre qual plataforma é melhor, seus benefícios e principalmente, seus exclusivos. Recentemente, o diretor da Xbox, Phil Spencer abordou a questão da guerra entre consoles e afirmou estar cansado dela. A visão que para uma indústria crescer, outras devem falhar, “não ajuda os games a alcançarem o potencial que poderiam”, deixando o mercado limitado e sem novidades que poderiam vir a existir.

Durante o podcast Animal Talking, Spencer ressaltou que busca a união da indústria com os jogadores, e a entrega de materiais com alta qualidade. Na visão do diretor, o próximo console da empresa trará grandes novidades ao jogador e mostrará que eles se desenvencilharam da guerra entre consoles.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

“Queremos que as pessoas se sintam como membros do Xbox. E que a assinatura do Xbox não envolva somente um dispositivo, e sim, vários dispositivos”, inicia o diretor. “Eu quero ter uma grande experiência na televisão da sala de estar e acho que o Xbox Series X vai entregar isso, estou incrivelmente animado com a linha de jogos que estamos construindo, é uma diferença fundamental da guerra tradicional de consoles como as pessoas entendem”, afirma.

Ele ainda aborda o fato da guerra entre consoles com mais veracidade, afirmando que se a empresa quisesse, não distribuiria seus jogos para outras plataformas como PC e Mobile, e relembra novamente que o foco atual não é relacionado a vendas e disputas com Sony e Nintendo.

Quantos consoles, eu vendo versus quantos consoles outra empresa vende? Quer seja a Sony a Nintendo ou outras empresas de volta, não somos nós, esse não é o nosso foco“, reitera. “Se a guerra de console tradicional fosse nosso foco, não colocaríamos nossos jogos no PC, não colocaríamos nossos jogos no Xbox One, não faríamos o xCloud e permitiríamos que as pessoas jogassem em seus telefones”, ressalta.

Nas palavras do diretor da Xbox, a visão da empresa é construir um universo próprio para os fãs e consumidores dos materiais criados por eles, fazendo com que experiências únicas surjam.

E não estou menosprezando a abordagem de outras pessoas, mas quando falo com fãs e clientes, o que estou dizendo é que, quando você é um membro do Xbox, queremos construir a experiência ao seu redor”, conclui.

Trazendo uma metanoia para seus planos, o próximo console da empresa, Xbox Series X tem lançamento previsto para algum momento de 2020.

Leia também:

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio