Patente para PlayStation 5 pode resolver um dos maiores DRAMAS da Sony

Publicado em 29/8/2020
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Uma nova patente de suposto uso para PS5 indica que a Sony pode ter resolvido um dos problemas mais sérios que a franquia enfrenta desde o PlayStation 3: o superaquecimento.

Embora o problema siga contornado ao ponto de que esse efeito colateral do processamento não cause problemas fatais ao console (pelo menos a curto prazo), ele ainda assim é um fator que precisa ser superado. E ao que tudo indica, existem boas notícias para a clássica pasta térmica que por muito tempo foi um recurso útil na missão de deixar o console da empresa de ‘cabeça fria’.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

De acordo com a Gaming Route, o documento descoberto conta com uma nova patente que sugere que a Sony não está economizando neste departamento. Ao que tudo indica, o PS5 fará uso de uma pasta do tipo Eutectic Liquid Metal, que deve melhorar a transferência de calor da pasta térmica usada anteriormente.

A presente invenção fornece uma estrutura na qual um metal com fluidez é utilizado como um material condutor de calor“, diz um resumo da patente. “Nessa estrutura, um material condutor de calor é impedido de invadir uma região não intencional, mesmo quando ocorre uma mudança de posição de um dispositivo semicondutor ou ocorre uma vibração. Este aparelho eletrônico há um material condutor de calor formado entre um radiador de calor e um chip semicondutor. O material condutor de calor tem fluidez pelo menos quando o chip semicondutor está em operação. O material condutor de calor possui eletrocondutividade. O material condutor de calor é circundado por um membro de vedação. Um capacitor é coberto por uma seção de isolamento.” diz outra parte do documento.

No início deste ano, foi noticiado que a Sony estava gastando muito em seu sistema de refrigeração para garantir que isso não fosse um problema no seu próximo videogame. O presumível tamanho record do PS5 reforça esse indício de que a patente acima realmente proceda, já que um espaço maior aumenta a circulação de ar e permite elementos de hardware mais robustos, que podem compensar seu volume entregando um console bem menos quente e sem aquela sensação de turbina ligada numa jogatina noturna.

Tudo indica também que o PS5 é mais silencioso do que os primeiros modelos do PS4, PS4 Pro e PS4 Slim.  Vale lembrar que os engenheiros da Microsoft já trataram de falar sobre esse tema dos componentes internos do Xbox Series X, e tem boas notícias para os jogadores.

Contudo, como é comum ao se noticiar qualquer coisa sobre patentes, vale lembrar que o seu registro não necessariamente garante que essa tecnologia vá para o produto final, já que isso depende de uma série de variantes.

O PS5 será lançado no final do ano, mas ainda não possui uma data cravada de lançamento.

Leia também:

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio