Pirataria de mangá atinge rombo milionário e Google é pressionado na justiça

O governo japonês chegou a atualizar sua lei de pirataria na Internet, proibindo o download de mangás piratas

Publicado em 16/11/2021 15:31
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

No ano de 2019, aconteceu uma caçada humana global ao gerente do site de pirataria de mangá ‘Manga-Mura’. Romi Hoshino, cidadão japonês e gerente, foi preso em Manila sob acusações de violação de direitos autorais. Em junho deste ano, ele foi considerado culpado, sentenciado e multado. Depois disso, sobrou até para o Google.

Após Manga-Mura ser fechada, um local novo surgiu para preencher o vazio, o Manga Bank. A NHK relatou que quatro grandes editoras de mangá, incluindo Shueisha, de One Piece e Naruto, estão acusando o Manga Bank de violação de direitos autorais, e estão prestes a prosseguir com um processo.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Segundo os editores, edições inteiras de seus mangás foram carregadas no Manga Bank, sem permissão. Agora, um tribunal nos EUA ordenou que o Google divulgue dados sobre as operações do Manga Bank, incluindo nome, endereço, número de telefone e endereço IP do indivíduo. O Manga Bank foi lançado no final de 2019, mas foi fechado no começo de novembro.

O Kyodo News relatou que a Authorized Books of Japan, organização dedicada ao combate à pirataria, estimou que 208,2 bilhões de ienes (US$ 1,8 bilhão de dólares) em conteúdo de mangá foram carregados no site durante esse tempo. Se for comparar, Manga-Mura teve a pior violação de direitos autorais na história japonesa, que custou supostamente cerca de US$ 2,93 bilhões de dólares em danos.

Um oficial da Shueisha falou que os editores devem proteger o trabalho dos criadores, garantindo que o mangá seja lançado de maneira correta. Essa não é a primeira tentativa de combate à pirataria no Japão, quando se trata de mangás.

No ano passado, o governo japonês atualizou sua lei de pirataria na Internet, para fortalecer os regulamentos e proibir o download de mangás piratas. No começo da semana, o secretário-chefe de gabinete do Japão, Hirokazu Matsuno, falou que “o governo e os ministérios relevantes se coordenarão de perto para tomar medidas eficazes” no combate aos sites de pirataria de mangá.

Via: Brian Ashcraft/Kotaku
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Produtos recomendados

HD EXTERNO

Comprar

CONTROLES

Comprar

CONSOLES

Comprar

ACESSÓRIOS

Comprar

CADEIRA GAMER

Comprar

HEADSET

Comprar