Publicidade
Saiba mais

Sonic 3 está driblando a greve dos roteiristas e atores para continuar gravações

Sonic the Hedgehog 3 espera evitar atrasos na produção e continuará a filmar apesar da greve dos atores, mas como fará isso?
Gostou? Compartilhe!
Sonic
(Imagem: Divulgação)
Publicidade

Depois de obter sucesso nas duas primeiras partes da franquia de filmes Sonic the Hedgehog, a Paramount anunciou planos para fazer um terceiro filme. As filmagens estavam marcadas para começar em Londres em 31 de agosto, após o término da série spin-off de Knuckles. Depois que os atores entraram em greve em 14 de julho, quase todas as produções de cinema e TV foram encerradas até que a greve terminasse, e a maioria presumiria que Sonic the Hedgehog 3 também não poderia filmar.

O site Screen Daily relatou que Sonic e seus amigos coloridos cruzarão a linha de piquete e continuarão filmando, apesar de não terem atores – e também não devem mexer no roteiro, já que é uma das normas da greve. A equipe de produção de Sonic the Hedgehog 3 filmará cenas sem os atores a partir de setembro até que a greve termine com um acordo justo para atores e roteiristas.

Apesar de estarem filmando em Londres, Sonic 3 ainda é uma produção SAG-AFTRA (Screen Actors Guild-American Federation of Television and Radio Artists), e quase todos os atores do filme fazem parte dessa união e não poderão fazer nenhuma filmagem, mesmo no exterior. No entanto, estar em Londres ainda ajuda a produção, pois não haverá piquete físico parando as filmagens.

Continua depois da Publicidade

As cenas que eles filmarão serão aquelas que não terão atores e apenas personagens CGI. Em Sonic the Hedgehog 2, Sonic teve o maior tempo de tela com 49 minutos, e Tails teve o segundo maior tempo com 30 minutos. Os filmes anteriores tinham muitas cenas que eram apenas personagens CGI, e agora que eles adicionaram Shadow the Hedgehog ao próximo filme, eles podem ter mais dessas cenas.

A produção provavelmente terá muitas desse tipo para filmar sem atores. Para saber mais a respeito da greve, clique aqui e confira a entrevista com o ator Eduardo Muniz, que também é sindicalizado e participa da greve, além de ser dublador de Fortnite.

Via: Screen Daily/Game Rant/Thunder Wave

CONTEÚDO RELACIONADO