5 coisas que você provavelmente não sabia sobre Free Fire

Tem personagem brasileiro no game

Publicado em 24/09/2021 11:14
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

O jogo famoso de Battle Royale, Free Fire, gratuito para celulares Android e iPhone (iOS), se popularizou muito rápido no Brasil, e foi o game mobile mais baixado no mundo, em 2019. Ele teve um número de downloads superior ao seu concorrente ‘PlayerUnknown Battlegrounds’ para celular (PUBG Mobile). Porém, há ainda muitas coisas desconhecidas sobre a origem do Free Fire. Confira agora 5 curiosidades que você provavelmente ainda não sabe sobre o game.

1. Free Fire foi pensado para rodar em celulares básicos

O jogo é famoso por funcionar até nos aparelhos com hardwares mais fraquinhos, e a Garena explica que isso foi pensado com muita atenção. “Começamos a criar o Free Fire porque vimos que os jogadores queriam um jogo Battle Royale altamente imersivo e agradável, projetado especificamente para celulares. Isso apresentou um desafio significativo: como poderíamos incluir uma experiência premium do Battle Royale em um formato compatível com dispositivos móveis que todos pudessem desfrutar”, falou a empresa.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

“Sabíamos que, se consumisse muita memória, usasse muitos dados ou poder de processamento, muitas pessoas não o jogariam”, disse ainda. A estratégia funcionou, já que recentemente o game atingiu um recorde novo de usuários ativos: 80 milhões de pessoas ao mesmo tempo.

2. O jogo é mais popular na América Latina

De acordo com a desenvolvedora, a região do mundo onde o game é mais popular é na América Latina, mas tem muitos jogadores na Ásia também. Índia e Oriente Médio também começaram a jogar o game mais recentemente.

3. Há mais de 300 desenvolvedores atualmente

A equipe por trás do Free Fire conta com mais de 300 desenvolvedores atualmente. O número de funcionários trabalhando no Brasil, no escritório que fica em São Paulo, não foi revelado por questões de segurança, porém, a empresa contou que tem sedes nas regiões do mundo onde o jogo é mais popular e que os profissionais são “jogadores apaixonados e que sabem o que o público local quer”. O objetivo da estratégia é adaptar o Free Fire aos gostos locais. “Ainda estamos contratando e sempre atentos aos fãs de jogos”.

4. Um dos personagens é o brasileiro DJ Alok

Em 2019, o jogo recebeu o DJ Alok como personagem, e essa parceria ainda ganhou uma música que virou tema do Mundial de Free Fire do mesmo ano, o Free Fire World Series. Não só no Brasil, mas o jogo também fez crossover na Indonésia com Joe Taslim, estrela de Mortal Kombat. O jogo recebeu o personagem Jota, inspirado em Jota. “Para promover isso, também trabalhamos com um dos diretores mais populares da Indonésia para criar um curta-metragem com Joe mostrando suas famosas habilidades em artes marciais”, disse a Garena.

5. Unity é o motor gráfico do Free Fire

O jogo foi desenvolvido com o motor gráfico Unity, plataforma de criação de jogos da Unity Technologies. Segundo a empresa, a razão da escolha dessa plataforma foi porque a “equipe tinha o nível certo de experiência e recursos com o mecanismo”. Há diversos jogos populares que também usufruem da mesma plataforma como, Hollow Knight e Cuphead. Como o Free Fire, esses games também são leves.

Via: Mariela Cancelier/TechTudo
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Produtos recomendados

HD EXTERNO

Comprar

CONTROLES

Comprar

CONSOLES

Comprar

ACESSÓRIOS

Comprar

CADEIRA GAMER

Comprar

HEADSET

Comprar