Jogos inspirados em provas de ‘Round 6’ estão quase quebrando um recorde da série

E a brincadeira promovida no Youtube ainda vale um prêmio real de mais de R$2,5 milhões

Round 6
Publicidade

Desde que o seriado sul-coreano Round 6, também conhecido como Squid Game, estourou na Netflix, o que não faltam são derivados do assunto, e estes vão de memes, passam por cosplays e chegam até mesmo a simulações dos jogos vividos no seriado. E um vídeo dessas simulações está chamando a atenção pela estrutura e proposta envolvida, a ponto de quebrar um recorde do próprio seriado.

Promovida pelo canal de Youtube Mr. Beast, as provas vistas no seriado foram replicadas em tamanho real com a mais alta fidelidade possível, tirando obviamente a parte de matar pessoas. Além das roupas, cenários e guardas, há até mesmo um prêmio em dinheiro, que não chega a ser o valor prometido no seriado, mas certamente é uma grana para mudar de vida: 456…. mil dólares, algo em torno de R$2,5 milhões na cotação atual.

Quem pede pra sair também ganha

Ao contrário do que propõe a dinâmica imposta nas provas do seriado, aqui é possível sair antes de iniciar a prova seguinte, e isso vale até uma quantia em dinheiro. A ideia é ‘eliminar os elos mais fracos’ e deixar a brincadeira ainda mais disputada. Numa passagem entre uma prova e outra, é oferecido cerca R$20 reais para abandonar a competição.

Continua depois da publicidade

Contudo, os ‘mortos’ também ganham um prêmio de participação, que não chega a ser o meio milhão de dólares, mas tomar um tiro de mentira e sair da brincadeira com o equivalente a R$10 mil também não é nada mal. A parte abaixo mostra os eliminados sendo informados do cachê surpresa.

Preconceito replicado também

Diferentemente do seriado, os participantes do vídeo sabiam quais seriam as provas, e a do cabo de guerra gerou alguns desconfortos na hora de escolher o time. Mulheres e pessoas supostamente sem muito preparo físico foram deixados de lado, criando grupos teoricamente mais fortes.

Das 120 pessoas que fizeram parte da prova, metade acabou sendo eliminada ao caírem numa piscina de espumas. A simulação acabou gerando uma coincidência curiosa nos times, conforme você pode ver no vídeo ao final da matéria.

O troco

Se na prova anterior todo mundo queria estar ao lados dos mais fortes, na prova da bolinha de gude a ideia era competir com alguém que tivesse mais jeito do que força, e claro, ninguém queria escolher um oponente que fosse seu amigo.

Cientes disso, a organização da brincadeira pesquisou as afinidades e colocou os mais chegados justamente para competirem entre si. Colegas de quarto, amigos e pessoas que desenvolveram afinidades durante a prova foram obrigados a irem para o mata mata.

As colegas de quarto que queriam ir juntas até o final não contavam com isso. (Imagem: Reprodução)

O preço da brincadeira

Se você está se perguntando qual seria o preço dessa brincadeira toda, isto foi revelado no próprio vídeo. De acordo com o apresentador, nada menos que US$3,5 milhões de dólares foram investidos na simulação da brincadeira. Se a pergunta for também sobre o retorno disto, a resposta é ainda mais satisfatória: os 82 milhões de inscritos no canal falam por si.

O patrocinador principal do evento gastou mais de R$15 milhões para realizar o

Internautas também ‘entraram’ no game

Assistir ao vídeo também pode fazer você ganhar uma grana gorda sem precisar se jogar nas provas, que já acabaram. E pode ser nisto que honestamente se apegou boa parte dos recém inscritos no canal, já que irá rolar um sorteio de quase R$56 mil para um deles.

E a prova final?

Quem assistiu ao seriado sabe que a prova final termina com a brincadeira que dá nome ao seriado. Mas como o jogo é relativamente complexo para os ocidentais, uma brincadeira mais conhecida por este lado do globo foi adotada, a dança da cadeira.

Participantes chegam para uma refeição caprichada antes da rodada final. (Imagem: Reprodução Youtube)

Antes, assim como no seriado, também rolou um banquete para dar a energia final ao projeto, com facas de plástico, como fez questão de brincar o apresentador.

RECORDE

O número de visualizações da brincadeira promovida pelo canal chegou a um número absurdo. Nada menos que 122 milhões de visualizações já foram registradas para o conteúdo, uma audiência que já beira o público que assistiu ao próprio seriado na plataforma, que em outubro deste ano contava com 142 milhões de views.

Confira todas as provas abaixo e a reação do ganhador que embolsou quase meio milhão de dólares:

Publicidade
© 2022 Observatório de Games | Powered by Grupo Observatório
Site parceiro UOL
Publicidade