Saiba qual personagem Shigeru Miyamoto nunca gostou em Zelda: Ocarina of Time

Em uma entrevista, Shigeru Miyamoto afirma que esse personagem era “maior ponto fraco” em The Legend of Zelda: Ocarina of Time.

The Legend of Zelda Ocarina of Time Link Navi
Publicidade

Enquanto The Legend of Zelda: Ocarina of Time foi lançado em 1998, o jogo continua a ser reverenciado pelos fãs mais de duas décadas depois. Apesar de várias parcelas da série Zelda terem chegado após o título do Nintendo 64, o título conseguiu permanecer uma das melhores aventuras de Link em toda a série. Da jogabilidade divertida ao mundo 3D de Hyrule, há muitas razões pelas quais o jogo continua sendo amado pelos fãs. No entanto, há uma área que muitas vezes recebe críticas: Navi.

Recentemente, uma entrevista com o lendário designer de jogos Shigeru Miyamoto para um guia de estratégia japonês de 1999 foi descoberta e publicada online. Entre os comentários feitos por Miyamoto, ele revelou que Navi poderia ter sido implementado melhor em Ocarina of Time. Segundo o criador, ele não gostou tanto da fada que chegou a afirmar que sua implementação era o “maior ponto fraco” em um jogo bem recebido.

Para contextualizar, Navi era uma fada mágica encontrada por Link no início de sua aventura em Ocarina of Time. Enquanto a personagem deveria fornecer pistas úteis para ajudar os jogadores a resolver quebra-cabeças na história, ela deixou alguns frustrados e confusos. Surpreendentemente, Miyamoto revelou que queria remover todo o sistema de dicas conectado a Navi.

Continua depois da publicidade

Com base nos comentários do desenvolvedor, eles propositalmente fizeram a fada repetir as mesmas linhas de texto repetidamente. “Eu sei que isso soa ruim, mas nós a deixamos propositalmente em um nível meio ‘estúpido’”, disse ele. Infelizmente, o desenvolvedor admitiu que remover o personagem do jogo também não era viável, pois tornaria a progressão ainda mais difícil para alguns jogadores.

De acordo com Miyamoto, Navi foi feito para dar aos jogadores que se afastaram do jogo por um longo período uma atualização. O personagem os ajudaria a lembrar de onde pararam e o que deveriam fazer a seguir na aventura. Enquanto Navi foi um problema durante o desenvolvimento, Miyamoto afirmou que tentou tornar as outras dicas encontradas no jogo fáceis para os jogadores entenderem.

No entanto, ele reconheceu que não foi uma tarefa fácil, pois não há dois jogadores iguais. “Não há consistência”, disse ele em relação a como os fãs jogam o título. Além desses comentários sobre Navi, a entrevista com Miyamoto incluiu muitos outros detalhes interessantes. Por exemplo, Chain Chomps foi planejado para ser incluído na seção Gerudo Fortress do jogo em um ponto.

Além disso, ele falou sobre a importância de adicionar uma “vibe Zelda” à jogabilidade. Muitas vezes é emocionante ver os bastidores do desenvolvimento de jogos clássicos, como Ocarina of Time. Será interessante ver que outros detalhes sobre este jogo clássico serão descobertos nos próximos meses. Clique aqui para ler a entrevista completa.

The Legend of Zelda: Ocarina of Time está disponível para 3DS, Nintendo 64, Switch e Wii U.

Via: Game Rant/Eurogamer/shmuplations

Publicidade
© 2022 Observatório de Games | Powered by Grupo Observatório
Site parceiro UOL
Publicidade