PlayStation 5
Imagem: Reprodução

Mais uma patente descoberta tenta prever o que aguarda os gamers que pretendem comprar um PS5 assim que o mesmo for lançado. De acordo com o registro de proteção intelectual mais recente, obtida pela RespawnFirst, um recurso do controle coletaria biofeedback das mãos do usuário durante o uso normal. O sensor em um ou nos dois lados das garras do controle controlaria a secreção de suor e a freqüência cardíaca do aparelho.

Essas informações podem ser usadas pelo PlayStation 5 para fazer ajustes na experiência de jogo de um usuário, como aumentar ou diminuir a dificuldade. É a terceira vez que o recurso é mencionado nas patentes da Sony.

A Sony já confirmou que o controle do PS5 contará com gatilhos adaptáveis, feedback tátil e muito mais. De acordo com o CEO da PlayStation, Jim Ryan, os recursos farão uma diferença significativa na experiência do jogador.

“Quando você experimenta controles de áudio e feedback háptico em 3D, notará que é uma mudança incrível”, disse ele em janeiro, acrescentando que jogar um game de corrida como o Gran Turismo Sport com um controle PlayStation 5 foi uma “experiência completamente diferente”.

“O jogo corre bem com um controle convencional, mas depois de experimentar a fina superfície da estrada com controle háptico e jogar usando gatilhos adaptáveis, você não pode voltar ao original”, disse ele.

O controle do PlayStation 5 será chamado DualShock 5 e será compatível com o PlayStation 4, de acordo com informações publicadas temporariamente no site da PlayStation France em janeiro. Ryan deu uma breve visão geral dos recursos já anunciados do PS5 na CES 2020.

A única informação nova e real revelada no show foi o logotipo do PS5, que é incrivelmente semelhante ao do seu antecessor. O PlayStation 5 deve ser lançado durante a temporada de férias de 2020.