GDC

Após anunciar nessa quinta (20) que não iria participar da PAX East, a Sony hoje também anunciou que não comparecerá à GDC 2020 (Game Developers Conference). A justificativa da segunda ausência seria para proteger seus funcionários de grandes aglomerações em um momento que o coronavírus avança.

Em uma declaração dada à gameindustry.biz, a Sony disse que a decisão foi difícil, mas a segurança dos empregados globais é mais importante. Semelhantemente, o Facebook, que também ia comparecer à GDC com novidades sobre seu Oculus Rift, também diz que não irá ao evento, citando as mesmas razões.

Isso tudo vem no mesmo dia de uma publicação pela própria GDC, garantindo que o evento ainda vai acontecer. Acreditando nas normas de quarentena e no Departamento de Saúde americano, a equipe por trás do evento diz também que vai tomar algumas medidas de prevenção dadas pelo próprio governo.

Porém, esses não são os primeiros eventos que estão sofrendo por causa do coronavírus. A GDC disse semana passada que “quase 10” dos 550 eventos planejados foram afetados pelo vírus.

A GDC tem uma importância diferente no mundo dos games do que a E3 ou PAX. Em geral, o evento é sobre a indústria, focando mais em premiações, palestras e outros eventos feitos para ajudarem novos empregados ou os empregadores do mundo dos jogos.

O evento vai começar dia 16 de Março, e vai durar até dia 20 de Março.