The-Witcher-3-bathtub
Cena de The Withcer 3, da CD Projekt RED. Imagem: Reprodução.

O vale está oficialmente abundante pelos lados da Polônia nesta semana. Isso porque os estúdios da CD Projekt RED passou a Ubisoft e se tornou a empresa de games mais valiosa da Europa. De acordo com os estudos de mercado apontados pela Reuters, a marca está avaliada atualmente em avaliada em US$ 8,13 bilhões contra US$ 8,12 bi da publisher francesa.

O número impressiona, principalmente se for observado o crescimento de US$ 1,3 que aconteceu em pouco mais de um ano. Os números da bruxaria são ainda mais gritantes quando se usa a primeira década do milênio como ponto de partida, quando de lá para cá os poloneses tiveram 21.000% de crescimento.

Vários são os fatores que giram em torno da competência do estúdio da franquia dos games The Witcher (personagem originado na mesma região), mas também muito se deve à mão que o seriado da Netflix deu à empresa. A primeira temporada que tem Henry Cavill como o protagonista Geralt ajudou a oxigenar muitos números na Steam, que certamente colaboraram muito com as cifras estimadas.

Contudo, ainda falta alguma poeira até que o estúdio chegue perto dos gigantes desse mercado, que publishers como Take-Two valendo US$ 16,1 bilhões, a Electronic Artscom US$ 34,3 bilhões e a Activision-Blizzard em US$ 56,2 bi.

E assim como já é de o conhecimento dos gamers ligados a esse universo, a próxima grande jogada do estúdio é o jogo Cyberpunk 2077. O game que se passa em um turbulento futuro distópico e contará com a presença de Johnny Silverhand, um roqueiro com o visual emprestado de Keanu Reeves. As gangues do jogo já estão anunciadas. Confira abaixo: