Playstation 5 dualsense
Imagem: Sony

Nos últimos dias temos nos preparados para a atual geração de consoles que chegam em novembro. Primeiro a Xbox revelou o anúncio de sua chegada ao mercado e tempos depois a Sony. Agora a menos de 11 dias para o lançamento do console da Microsoft tivemos um reajuste nos valores, porém a Sony pode permanecer com o mesmo valor.

Na última quinta-feira (29) em entrevista a GamesIndustries, Jim Ryan CEO da Playstation, enquanto falava sobre os planos para o PS5, acabou abordando o mercado de cada continente, citando o daqui como “difícil”.

“A América Latina em particular pode ser muito difícil. Moedas, tarifas de importação … situações geopolíticas muito complicadas em muitos países. Não vou fingir que será fácil, mas quando você olha as estatísticas, as contas, definitivamente existem oportunidades que devemos procurar explorar.”

A Playstation ainda não se pronunciou oficialmente desde que a redução do IPI foi anunciada para o mercado brasileiro, e provavelmente só esperando os próximos dias para saber a resposta. Vale destacar que até o momento de publicação da matéria, a empresa não divulgou um novo valor. Oficialmente o PS5 sai no dia 19 de novembro, e sua primeira linha de pré-venda, no dia 12 do mesmo mês.

Nessa terça-feira (27) o presidente Jair Bolsonaro anunciou a redução no IPI (imposto sobre produtos industrizados) nos games, e entrou em vigor no dia seguinte, quarta-feira (28), no diário oficial.

Dois dias seguintes após o anúncio presidencial, a Microsoft revelou o reajuste em seus consoles. Claro que o valor não foi assustador, dado fato que o produto em si não é feito no Brasil, sendo totalmente importado, então não depende só do IPI para torná-lo em seu respetivo valor.

Atualmente o Brasil é o 13º maior mercado na área de games, girando o capital de quase 2 bilhões de dólares.

Leia também: