Ash and Pikachu
Imagem: Divulgação.

Nesta semana, a Pokemon Company prometeu doar cerca de US$ 200.000 em apoio ao movimento Black Lives Matter e à NAACP. A declaração foi dada através do conta oficial da empresa no Twitter, onde se destacou ainda apoio aos seus funcionários e fãs negros(as) e também a todas as famílias que sofrem com o assunto em questão. Serão doados US$ 100.000 ao movimento Black Lives Matter e outros US $ 100.000 à NAACP, uma das mais antigas e mais influentes instituições americanas a favor dos direitos civis da luta em questão.

Mais

Outra parte do universo Pokemon também vai ajudar nessa causa. A Niantic, desenvolvedora do jogo Pokemon Go, prometeu que todos os lucros do próximo Pokemon Go Fest, com uma promessa mínima de US$ 5 milhões, serão doados a criadores de jogos negros e organizações sem fins lucrativos.

A Pokemon Company é mais uma das empresas da indústria gamer a se posicionar com palavras e atitudes diante do assassinato de George Floyd, cidadão americano negro que morreu asfixiado por Derek Chauvin, um policial branco, em Minneapolis-EUA na semana passada.

O caso

No dia 25 de maio de 2020 na cidade de Minneapolis-EUA, George Floyd (46), havia sido detido sob a acusação de usar uma nota falsa para comprar cigarros. Abordado pelos policiais, George foi levado ao chão e teve o pescoço pressionado pelo joelho de Derek Chauvin (44), por cerca de 8 minutos e 46 segundos, vindo a óbito na sequência.

Morte de George Floyd – Wikipédia, a enciclopédia livre

Boa parte da ação foi filmada por pessoas que passavam no local, que registraram a fala de Floyd, dizendo que não poderia respirar. A frase “I can’t Breathe” (eu não consigo respirar) virou um grito de protesto que acompanha as manifestações que se espalham pelo mundo desde então.

Foto do ex-policial de Minnesota Derek Chauvin após sua prisão.
Derek Chauvin, o policial que matou George Floyd em fotos de fichamento de presos. Imagens: MNDOC / REUTERS

Inicialmente apenas demitidos, a repercussão do caso fez com que Derek Chauvin e os outros policiais envolvidos fossem presos. Existe a possibilidade de saírem sob fiança, que foi fixada em 1 milhão de dólares para cada acusado. Ninguém pagou a fiança até o momento, a esposa de Derek já anunciou que irá se divorciar do marido independentemente do resultado da sentença, que pode chegar até 40 anos de prisão para os envolvidos.

Ex-policiais envolvidos na morte de George Floyd são detidos ...
Ex-policiais Chauvin, Thao, Lane e Kueng estão presos em Minneapolis
Imagens: Departamento de Polícia de Minneapolis

Confira abaixo outras atitudes da indústria gamer diante do caso George Floyd