Rússia bane Instagram do país; confira as primeira consequências

Influenciadores se despediriam no fim de semana

Publicado em 14/03/2022 09:42
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Conforme prometido, nesta segunda (14) a Rússia avançou em suas ações de resposta aos boicotes e sanções vindas do ocidente, e agora, bloqueou o Instagram, uma das redes sociais mais em alta no momento.

De acordo com o serviço de monitoramento de internet GlobalCheck, cerca de 80 milhões de pessoas não podem mais acessar a rede social de Mark Zuckerberg, que na semana passada liberou os filtros de postagens de Facebook e Instagram para mensagens de ódio contra os russos.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Instagram lamenta

Na sexta feira passada, quando tudo ainda era ameaça, Adam Mosseri, chefe do Instagram, usou sua conta no Twitter para lamentar as ações e reforçou que isto isolará ainda mais os russos do resto do mundo.

“Na segunda-feira, o Instagram será bloqueado na Rússia. Essa decisão cortará 80 milhões na Rússia uns dos outros e do resto do mundo, já que ~ 80% das pessoas na Rússia seguem uma conta do Instagram fora de seu país. Isto está errado.”

Desde que as movimentações de guerra deram início, a Rússia vem restringindo constantemente o acesso a plataformas online afim de controlar as informações neste momento, que já conta com Facebook e Twitter banidos no país.

Primeiros efeitos sentidos

Em tom de contagem regressiva, muitos influenciadores russos começaram a se despedir de seus seguidores. Modelos, gamers, executivos e todo tipo de perfil que tinha algo a compartilhar da Rússia para o mundo, teve duas opções:

Pedir para ser seguido em outra plataforma ainda permitida por lá, ou, burlar o sistema, baixando software VPN para contornar a proibição do estado. De qualquer maneira, já se sabe que o impacto será brutal para quem vive do Instagram por lá, usando a plataforma como sua principal ferramenta de comunicação e divulgação de seu trabalho.

Na Ucrânia

Neste momento, a Ucrânia não sofre com os bloqueios de redes sociais, mas os ataques impedem praticamente toda e qualquer rotina trabalhista em frente a uma tela de computador. Gente como o desenvolvedor de games Alex Molodkin (27), está com a família no corredor do apartamento em Kiev, e relata uma rotina que se divide entre tentar passar o tempo, acompanhar notícias e lamentar o tempo parado. Confira aqui a história completa.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Produtos recomendados

HD EXTERNO

Comprar

CONTROLES

Comprar

CONSOLES

Comprar

ACESSÓRIOS

Comprar

CADEIRA GAMER

Comprar

HEADSET

Comprar