Google supostamente considerou comprar a Epic para impedi-la de competir

A Epic não tinha conhecimento das supostas intenções.

Publicado em 10/8/2021
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

A briga nos bastidores das grandes corporações não é novidade. Assim como uma querendo derrubar a outra e até mesmo comprando marcas para depois tira-las do mercado. E se acha que é algo de um tempo para cá, saiba que este tipo de “negócio” é realizado desde que o comércio existe e a própria Coca-Cola fazia isso muito, ao comprar marcas que vendiam mais do que o seu refrigerante, no caso a Coca, para mudar a fórmula do produto comprado e até mesmo ir o retirando das prateleiras até ninguém mais lembrar dele.

E voltando para o mercado de tecnologia, com mais destaque ao gamer, novos documentos compartilhados no caso antitruste da Epic Games em andamento mostram que a empresa mais poderosa na atualizada, o Google, considerou comprar a Epic em um esforço para encerrar seus esforços para contornar a loja Google Play. A notícia chegou depois que o Google suspendeu algumas de suas redações nos documentos usados durante o caso.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

O caso antitruste da Epic foi aberto há cerca de um ano, após a remoção do Fortnite da Google Play Store após uma disputa sobre métodos de pagamento, que também envolve a Apple. Os documentos do Google, originalmente relatados pelo The Verge, supostamente mostravam que a gigante da tecnologia havia considerado a compra definitiva da Epic.

Os planos do Google de comprar a Epic permanecem um segredo, mas a Epic descreveu os planos: “O Google chegou ao ponto de compartilhar seus lucros de monopólio com parceiros de negócios para garantir seu acordo para eliminar a concorrência, desenvolveu uma série de projetos internos para lidar com o ‘contágio’ percebido pelos esforços da Epic e outros para oferecer aos consumidores e desenvolvedores alternativas competitivas, e até cogitou comprar parte ou a totalidade da Epic para reprimir essa ameaça.”

O CEO da Epic, Tim Sweeney, compartilhou seus pensamentos sobre os supostos planos no início desta semana (6 de agosto), afirmando que nem ele nem sua equipe tinham qualquer conhecimento das intenções do Google. “Se isso teria sido uma negociação para comprar a Epic ou algum tipo de tentativa de aquisição hostil, não está claro.” adiciona Sweeney em outro tweet.

O Google também supostamente ofereceu à Epic um acordo especial para lançar Fortnite na Google Play Store, oferecendo a opção de permitir que os usuários baixem o jogo diretamente. O sideload no Android foi descrito como uma experiência “francamente abismal” por um gerente que descreveu a experiência para a Epic. Os usuários teriam que passar por mais de 15 etapas para baixar Fortnite por meio do recurso de carregamento lateral do Android.

Via: IGN/The Verge/NME
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Produtos recomendados

HD EXTERNO

Comprar

CONTROLES

Comprar

CONSOLES

Comprar

ACESSÓRIOS

Comprar