Publicidade
Processo

Valve está sendo processada por violação de patente por causa do seu Steam Deck

A Valve é nomeada em um processo por parte da tecnologia usada em seu PC portátil para jogos e alguns de seus outros dispositivos.
Gostou? Compartilhe!
Steam Deck justiça
(Imagem: Divulgação)
Publicidade

A Valve está sendo processada por violação de patente por seu uso de tecnologia rumble, ou háptica, no Steam Deck e em outros hardwares. Claro, esta não é a primeira vez que a empresa com sede em Washington é levada à Justiça. Em abril de 2021, a Wolfire Games entrou com um processo antitruste contra a Valve por exigir que os desenvolvedores pagassem uma comissão de 30% para lançar jogos no Steam, o que alegou sufocar a concorrência.

Esse caso ainda está em andamento. Enquanto isso, a Valve lançou seu PC portátil gamer em fevereiro de 2022 e ultrapassou um milhão de unidades vendidas até outubro daquele ano. A empresa também revelou recentemente que quase 42% dos proprietários do Steam Deck o preferem em relação a outras plataformas.

O dispositivo provou ser extremamente versátil também, com muitas pessoas modificando-o para atender às suas preferências e os militares da Ucrânia até mesmo estão usando-o para controlar remotamente torres. No entanto, nem tudo pode ser rosas, e a Valve agora enfrenta um processo da Immersion Corporation por infringir várias de suas patentes.

Continua depois da Publicidade

A Immersion desenvolve tecnologia háptica para dispositivos móveis, jogos e automotivos, entre outras coisas, e a empresa registrou várias patentes para seu trabalho. Agora está alegando que a Valve infringiu algumas dessas patentes de tecnologia com o Steam Deck, o fone de ouvido Valve Index VR, o software SteamVR e vários jogos, incluindo Half-Life: Alyx.

O processo, segundo o site The Verge, foi aberto em 15 de maio a um tribunal federal no estado de Washington e lista sete patentes que teriam sido violadas. A Immersion está pedindo uma liminar para impedir a Valve de “implantar, operar, manter, testar e usar” qualquer uma de suas tecnologias, bem como danos e royalties.

Até o momento, a Valve não respondeu oficialmente ao processo. O trabalho da Immersion em tecnologia háptica é tão onipresente que várias empresas de tecnologia proeminentes licenciam seu trabalho ou tiveram processos de patentes semelhantes movidos contra elas, que geralmente são resolvidos fora dos tribunais.

O The Verge apontou que tanto a Sony quanto a Microsoft tiveram que lidar com processos da Immersion no passado e agora pagam por licenças, e Google, Apple e Meta também se viram enfrentando os advogados da empresa em um momento ou outro.

Via: The Verge/Game Rant

CONTEÚDO RELACIONADO