Diretor de God of War critica preço brasileiro do PS5

Para diretor, preço praticado no país está longe do que seria num "mundo ideal"

Publicado em 17/7/2021
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Nesta última quarta-feira (14), Cory Barlog, diretor criativo do estúdio Sony Interactive Entertainment Santa Monica e de franquias como God of War, Cory Barlog aproveitou uma oportunidade em seu perfil no Twitter para fazer uma crítica ao preço do PS5 praticado no Brasil.

Ciente de que no Brasil é inviável para boa parte da população gamer, Cory teorizou que os preços deveriam ser ajustados de acordo com as possibilidades de cada região, sendo assim “para todos” num “mundo ideal”.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Enquanto a postagem do diretor repercutia, um internauta pontuou que o preço de um PS5 BR custa em torno de cinco salários mínimos no país, e que, portanto ter um videogame como este não era mais algo para todo mundo. Cory emendou: ““Francamente. Isso é uma besteira. Para ser claro. É uma besteira que isso custe tanto e o valor não seja ajustado por região”, escreveu o diretor.

Atualmente, o PS5 se encontra escasso no mercado por conta de uma crise de componentes eletrônicos que atinge a indústria mundialmente, afetando não só a produção do console como também outros produtos que utilizam estes itens. O produto tem pingado nos estoques de varejistas e não costuma durar mais que alguns minutos disponível.

Cambistas tem oferecido o produto por valores que chegam a mais de 8 mil reais, enquanto que os jogos do console também experimentam um preço também de nível hard, onde um game como Far Cry 6 chega a custar R$338,90.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio