Publicidade
Entenda os motivos

PlayStation parece estar pausando a produção do PS VR2 por “culpa” dos consumidores

Parece que ninguém está comprando o PS VR2.
Gostou? Compartilhe!
PS VR2
(Imagem: Sony)
Publicidade

O PlayStation VR2 foi lançado há pouco mais de um ano e parece que o mesmo tem sido um fracasso até agora. De acordo com novos relatórios do Bloomberg, a Sony “pausou a produção” do PS VR2, já que a empresa tem estoque mais que suficiente para atender à demanda. De acordo com fontes do Bloomberg, mais de 2 milhões de unidades foram produzidas até agora e a Sony tem uma grande quantidade não vendida.

Aparentemente, a Sony está procurando expandir a viabilidade do dispositivo; no mês passado, a empresa anunciou que estava testando a capacidade de acessar jogos de PC com o dispositivo e planeja lançar o recurso ainda este ano. Desde o início houve sinais de que o PS VR2 poderia ter dificuldades para encontrar um público.

Antes do lançamento do periférico no ano passado, houve relatos de que a Sony estava decepcionada com as pré-encomendas. Essas pré-encomendas foram seguidas por vendas lentas quando foi lançado em fevereiro de 2023, mesmo que a Sony tenha minimizado publicamente as dificuldades do PS VR2; em uma entrevista em maio para o Famitsu, o chefe do PlayStation, Jim Ryan, disse ao canal que era “um pouco cedo para julgar sua popularidade”.

Continua depois da Publicidade

Por que o PS VR2 está tendo dificuldades?

Existem vários motivos potenciais pelos quais o PS VR2 não conseguiu encontrar um público. O maior deles é o custo; O PS VR2 custa US$ 549,99 (R$ 4.359,90 no Brasil pela Amazon), US$ 50 a mais que o próprio PS5. Como a compatibilidade do PC ainda não aconteceu, isso significa que os consumidores terão que gastar mais de US$ 1.000 apenas para usá-lo, sem contar o custo de aquisição de software.

O mesmo vale para o público brasileiro. O PlayStatio 5 tem um custo de R$ 3.700,00 a R$ 4.500,00 dependendo da loja e da promoção. E isso faz com que fique muito caro adquirir o PS5 e depois o PS VR2 para jogar. Portanto, quem compra o PS5, dificilmente terá uma quantia no bolso tão cedo – ainda mais porque irá comprar a prazo -, para adquirir o VR da Sony.

Há também o fato de que os adotantes do PlayStation VR original parecem não ter pressa em atualizar. O periférico PS4 vendeu mais de 5 milhões de unidades durante seu tempo no mercado, mas nenhum de seus jogos é compatível com versões anteriores do novo hardware. Esse fato por si só poderia ter feito as pessoas hesitarem.

O PS VR2 também tem poucos aplicativos matadores ou deve possuir jogos, o que o torna um investimento pesado com pouco para mostrar.

Via: ComicBook/Bloomberg

CONTEÚDO RELACIONADO