Publicidade
Patente

PS VR2 poderá ‘advinhar’ onde o jogador irá olhar

Uma patente registrada pela Sony sugere que o PS VR2 poderia usar uma combinação de aprendizado de máquina e rastreamento ocular para adivinhar onde o jogador olhará primeiro.
Gostou? Compartilhe!
PSVR
(Imagem: Sony)
Publicidade

Já se sabe muito sobre o PlayStation VR2, como seu design, juntamente com descrições das especificações do sistema e novos recursos. No entanto, uma data de lançamento para o sistema permanece indefinida. Embora muitos esperassem que o sistema VR fosse lançado no final de 2022, agora os rumores sugerem que o lançamento do PlayStation VR2 será apenas em 2023.

Isso foi originalmente imaginado devido a um atraso na linha de fornecimento, mas novas patentes registradas pela Sony sugerem que ainda é adicionar ao software do sistema. A Sony já anunciou que o PS VR2 terá rastreamento ocular que segue a linha de visão do jogador e deve alterar o foco do mundo do jogo de acordo com esta tecnologia. Conhecido como renderização foveated, isso não apenas deve melhorar a imersão do jogador, mas também reduzir a tensão de processamento no sistema, não exigindo que toda a cena seja mantida em foco.

Patente

Uma nova patente registrada pela Sony agora sugere que esse recurso de rastreamento ocular no PlayStation VR2 pode alimentar um sistema de aprendizado de máquina programado para descobrir onde em uma cena um jogador provavelmente olhará primeiro. O sistema então dedicaria o poder de processamento para renderizar essa área primeiro.

Continua depois da Publicidade

Se isso funcionar, deve renderizar cenas grandes de tal forma que o jogador que usa o headset VR nem perceba, pois eles terão naturalmente olhado para a área que foi renderizada primeiro. Ainda não se sabe se essa patente da Sony será usada no desenvolvimento dos próprios jogos ou simplesmente como um truque para disfarçar os tempos de renderização do jogador.

Dependendo do título, no entanto, pode ser usado como uma maneira sutil de guiar o jogador através de um nível usando o foco de seus próprios olhos. Isso pode ser especialmente útil em uma seção de alto ritmo de um jogo, como em uma sequência de perseguição.

Os desenvolvedores de jogos para um jogador mais imersivos geralmente usam diferentes pistas de áudio ou visuais no ambiente para guiar os jogadores pelo mundo do jogo. Um dos truques mais comuns do desenvolvedor é fazer com que o jogador siga naturalmente as fontes de luz, como postes de luz ou fazer objetos interativos de uma cor distinta.

Alguns jogos são tão bons nisso que o jogador pode nem estar ciente de que está sendo conduzido em uma determinada direção pelo game. A realidade virtual já proporciona as experiências de jogo mais imersivas, e um sistema como o rastreamento ocular para PS VR2 poderia substituir esses truques guiando os jogadores apenas trazendo o foco para certas direções, mesmo que o jogador não esteja olhando para eles.

Isso faria com que o caminho correto sempre se destacasse na visão periférica do jogador. Usar a patente como essa pode sugerir um verdadeiro avanço nas capacidades técnicas dos jogos que chegam ao PlayStation VR2.

A RV é muitas vezes anunciada por muitos como o futuro dos jogos, e 2021 viu muitos lançamentos de videogames em RV. O PlayStation VR2 está atualmente em desenvolvimento.

Via: Game Rant/PlayStation

CONTEÚDO RELACIONADO