Bateria interna do PS4 pode gerar um problema sério em alguns anos

O hacker Lance McDonald foi quem alertou o problema, mas ele também deu uma solução

Publicadohá pouco tempo
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Se você é jogador de PS4, saiba que poderá lidar com um problema sério daqui alguns anos! É que o hacker Lance McDonald fez um post recente no Twitter, alertando que a bateria CMOS do console da Sony poderá falhar no futuro.

Essa bateria é usada para alimentar o relógio interno do PS4, algo que os jogadores não conseguem ver e nem têm acesso para alterar. Dito isso, esse relógio é usado para que o sistema de troféus funcione de forma justa para todo mundo, evitando que o relógio interno do console seja alterado para que o desbloqueio dos troféus seja manipulado.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

O usuário resgatou uma notícia publicada em março, sobre a conservação de jogos, e escreveu que “este erro aconteceu porque os Troféus do PS4 precisam de um sistema de relógio interno (o que não conseguem ver/alterar) que esteja correto, para que as pessoas não mudem a data/tempo do seu PS4 para parecer que receberam os troféus antes do que quando os desbloquearam”.

Para ser ainda mais alarmante, Donald alertou que “se a bateria do relógio do vosso PS4 morrer, todos os vossos jogos morrem”. Se isso realmente acontecer, não importará se os jogos foram comprados em formato físico ou digital.

Mas será que tem uma solução para esse problema? McDonald mostrou que sim, e que necessita da intervenção dos jogadores. “Podem consertar isto colocando simplesmente uma bateria nova e sincronizando o vosso console com a PSN uma vez”, disse ele. “Estamos apenas avisando que o console ficará inoperacional num imaginário futuro distante quando a PSN desaparecer (se isso acontecer?)”

Contudo, não há motivo para pânico, já que o problema pode acontecer em um futuro distante, mas é sempre bom estar em alerta, principalmente quando se trata de jogos para PS.

Via: Pedro Martins/Videogamer
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio