Presidente da Sony quer recorde e ‘milagre’ para PS5

Crise de componentes parece não ser um problema até lá.

Publicado em 17/7/2021
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

O presidente da Sony, Kenichiro Yoshida, revelou metas para o PS5 durante uma reunião para acionistas que, diante da atual crise de componentes eletrônicos que afeta a indústria de maneira global, soam como milagrosas para a imprensa que cobre o setor.

De acordo com os planos do CEO da Sony, a empresa promoverá uma aceleração do PS5 no próximo ano fiscal para atingir uma ambiciosa meta de 22,6 milhões de unidades vendidas. E é aqui que as testas se franzem. Isto porque se o número for batido, significaria simplesmente uma quebra de recorde para um console da empresa, que venderia como nenhum outro console da casa uma quantidade como essa neste tempo de vida.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

E conforme apontado acima, o problema é justamente a falta de algumas peças que vão dentro de um PS5, uma situação que vários relatórios já apontaram vai precisa de 2022 praticamente inteiro para começar a se normalizar.

Para a imprensa especializada que cobre o assunto, a especulação é que a Sony detenha alguma informação de mercado privilegiada que garanta que a empresa terá as peças que precisa para bater esse recorde, mesmo diante da atual crise.

Por enquanto, o PS5 segue escasso pelos estoques do mundo todo, e os cambistas que conseguiram por a mão em parte disso estão colocando valores exorbitantes para quem quiser comprar a atual raridade. Nesta semana, o preço do PS5 também rendeu assunto em uma autoridade diretamente ligada ao produto, Cory Barlog, diretor de God of War, que criticou os preços cobrados no Brasil para se ter um videogame da Sony. Confira aqui.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio