Museu do Vídeo Game na Ucrania é destruído

O Mariupol Computer Museum, que abrigava uma coleção de mais de 500 itens relacionados a jogos retrô, é destruído durante o bombardeio russo na Ucrânia.

Publicado em 28/03/2022 11:23
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Os videogames ainda são uma forma relativamente nova de mídia e evoluíram tão rapidamente que os consoles modernos superam em muito os consoles lançados há apenas uma década. A natureza em rápida evolução dos jogos também significa que , uma vez que uma geração de console termina, os jogos normalmente param de ser lançados para essa plataforma ou para as especificações mais baixas desse dispositivo.

Isso significa que as diferentes eras dos jogos são claramente separadas e definidas, tornando-as perfeitas para uma exposição de museu. Os museus de jogos permitem que novatos e especialistas no assunto percorram a história desse assunto e vejam sua evolução. Com a história do assunto apresentada de forma clara, os visitantes podem notar as semelhanças e paralelos em cada nova tecnologia.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Em uma era de mídia digital que pode ser removida ou apagada, como o fechamento de lojas Nintendo 3DS e Wii U, a história dos jogos é cada vez mais difícil de manter. Mas sempre existem outros que dão um jeito de manter essa memória, como Cafés. Mas, infelizmente, coleções que podem levar décadas para serem construídas ainda podem ser perdidas em um instante.

Foi o que aconteceu com o Mariupol Computer Museum, que foi destruído durante o bombardeio contínuo da Rússia na Ucrânia. O proprietário do museu, Dmitry Cherepanov, está atualmente seguro, mas perdeu não apenas seu projeto de paixão dos últimos 15 anos, mas também sua casa. Clique aqui para conferir toda a cobertura.

A coleção do museu continha mais de 500 itens de jogos e história do computador, desde a década de 1950. Dmitry Cherepanov não era apenas o proprietário do museu, mas também restaurou muitos itens da coleção. Claramente muito apaixonado por manter a história dos jogos, Cherepanov escreveu em um post na página do Facebook do it8bit Club “tudo o que resta da minha coleção que coleciono há 15 anos são apenas fragmentos de memórias”.

A guerra afetou muitos que trabalham na indústria de jogos porque a Ucrânia é o lar de muitos estúdios de desenvolvimento, e alguns desses desenvolvedores de jogos tiveram que fugir da Ucrânia, como a de STALKER.

Embora um único museu de jogos não se compare às outras baixas causadas por uma invasão dessa escala, é um exemplo do tipo de perda que muitas vezes nunca mais se ouve depois que uma guerra termina. As reparações geralmente são pagas no final de um conflito, mas uma casa e 15 anos de trabalho em um projeto de paixão não são algo que possa ser compensado.

Via: Game Rant/Twitter
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Produtos recomendados

HD EXTERNO

Comprar

CONTROLES

Comprar

CONSOLES

Comprar

ACESSÓRIOS

Comprar

CADEIRA GAMER

Comprar

HEADSET

Comprar