TBT | As 9 piores mães do universo dos jogos

Em comemoração ao Dia das Mães, conheça algumas 'mães' que ninguém gostaria de ter

Publicado em 6/5/2021
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Em 2020 publicamos uma lista com as Melhores Mães do universo dos jogos. Algumas delas podem nem serem escolhidas para jogar, mas com certeza aparecem em algum lugar, como a mãe do Blanka. Elas foram as mais famosas e com certeza épicas, como Freya de God of War e Lisa de Castlevania. Só que desta vez, vamos listar 9 das piores mães que aparecem nos jogos.

Sendo assim, com o Dia das Mães (domingo 9), chegando e, para mostrar para muitos jogadores que reclamam de suas mães só porque se preocupam com o seu tempo na frente do videogame, o chamando para comer algo e até (pasmem), usarem o banheiro, reunimos algumas das piores figuras maternas já produzidas nos games. E depois desta lista, esperamos que seu presente seja mais do que um abraço, mas um muito obrigado! A lista está em ordem aleatória e não da pior para a “melhor” mãe.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

1. Alma Wade – ‘F.E.A.R.’

Estamos dispostos a admitir que a falta de habilidades parentais de Alma Wade não se origina de má vontade ou antipatia por crianças em geral, mas sim como resultado de uma educação muito rude. Basicamente feita prisioneira quando criança e passando por diversas experiências – nada cientificas -, graças às suas habilidades psíquicas, ela é praticamente o título do jogo.

Como solução, Alma foi criada para gerar filhos que, com sorte, teriam as mesmas habilidades. Os fãs sabem que o plano (em parte) funcionou, mas simplesmente não há como contornar isso: Alma não é a mãe de que seus filhos precisavam. Já é ruim o suficiente que ela quisesse transformar a terra em um deserto de fogo, e matou inocentes e culpados em sua busca, mas invadir o cérebro de seu próprio filho para trabalhar para ela? Isto está além do abuso psicológico.

Sua mãe é legal: Imagine sua mãe invadindo seu cérebro para que você limpe o seu quarto ou faça seu dever de casa? Ainda bem que ela só pede… para que faça apenas a sua obrigação.

2. Brigid Tenenbaum – ‘BioShock’

Eles dizem que a estrada para o inferno é pavimentada com boas intenções; embora Brigid Tenenbaum certamente tenha feito um trabalho realmente horrível, não estamos prontos para afirmar que ela o fez em busca do bem. Como o cientista alemão por trás da criação do ADAM, a misteriosa mistura de células-tronco que acabou transformando os residentes de Rapture em viciados corrompidos (entre outras coisas), Tenenbaum estava sempre em busca da ciência, não da satisfação materna.

Como resultado, as Pequenas Irmãs de Rapture se tornaram cobaias e filhos “excelentes”. Uma olhada nessas crianças clones prova que quem cuidava delas claramente tinha muitas outras prioridades, o que significa que, por mais que Tenenbaum possa ter afirmado se sentir responsável pelas Little Sisters, ou mais tarde viria a perceber o erro de seus caminhos, ela pertence nossa lista.

Sua mãe é legal: Não é melhor ter uma que te avisa a todo instante para fazer as coisas direito do que te impor um caminho a seguir?

3. Mom – ‘The Binding Of Isaac’

Muitos jogos usam a rivalidade milenar entre filho e pais para adicionar tensão dramática a uma trama longa, mas The Binding of Isaac dá uma interpretação muito mais literal da ideia, colocando a mãe de Isaac como a chefe final do primeiro capítulo do jogo. Certo, apenas partes da mãe de Isaac são realmente vistas na tela (perna, mão, olho), mas é mais do que suficiente para causar uma boa impressão. Além disso, ela também é a principal causa dos muitos horrores desencadeados sobre Isaac ao longo do game.

Sua mãe é legal: Muitas mães acabam se calando quando você acaba por reponde-la de forma nenhum pouco educada. Que tal rever quem é o verdadeiro chefe do capítulo?

4. Dahlia Gillespie – ‘Silent Hill’

Já vimos isso em filmes de terror um milhão de vezes: um menino ou menina começa a atrair entidades sobrenaturais, fica possesso ou faz um novo amigo que acaba se revelando um poltergeist. Normalmente, um pai responsável fica preocupado e entra em contato com ajuda externa. Mas se você é Dahlia Gillespie de Silent Hill, você decide usar sua filha para carregar o filho do senhor das trevas adorado por seu culto.

É verdade que a série Silent Hill se tornou um tanto conhecida por sua galeria de figuras maternas menos que estelares, mas não há competição com Dahlia. Os episódios posteriores da série mudaram Dahlia de uma extremista religiosa mal intencionada para uma participante relutante, mas ninguém se deixa enganar.

Sua mãe é legal: Que bom que alguém pensa em você quando está triste, ruim de saúde e está ali para te dar o de melhor e evitar que chegue ao Inferno.

5. Matriarch Benezia – ‘Mass Effect’

A desculpa mais antiga do livro: “Eu sofri uma lavagem cerebral.” Mas mesmo que a Matriarca Benezia começasse a trabalhar para Saren em um esforço para colocá-lo de volta ao lado do bem, ela acabou falhando. Claro, a doutrinação Reaper explorada na série Mass Effect é uma força potente, mas com mais de mil anos de idade, não podemos deixar de pensar que Benezia deveria se sair melhor.

Mãe de Liara T’Soni, membro da tripulação Asari do Comandante Shepard, Matriarca Benezia é lembrada por sua filha como uma figura calorosa e reconfortante – antes corrompida pela influência Reaper. Embora isso possa ser verdade, nossas memórias centram-se principalmente no uso de ataques bióticos e unidades de comando para nos varrer da face de Noveria. Ela pode ter mantido um pedaço de si mesma boa até o fim, mas como a segunda em comando de Saren e a fonte de uma das lutas mais desafiadoras da série, ela é uma escolha óbvia para esta lista.

Sua mãe é legal: Toda mãe comete erros. Mas não é por isso que deve ser julgada, pois ninguém – como você mesmo diz -, nasceu sabendo.

6. Flemeth – ‘Dragon Age’

Um homem sábio disse uma vez que não são nossas habilidades que mostram quem realmente somos, mas nossas decisões (foi Dumbledore). Portanto, embora Flemeth seja a bruxa mais famosa do Dragon Age, pode possuir poderes pelos quais mataríamos, o que ela escolhe fazer com eles a torna uma ameaça séria – para não mencionar uma mãe terrível.

Dotada da habilidade de mudar de forma de um ser humano para qualquer número de criaturas, o fato de Flemeth ser mais conhecida por sua forma High Dragon fala muito. Enganosa, traidora e mortal são uma coisa, mas sua abordagem da maternidade é outra. Existem rumores de que a ‘Bruxa dos Selvagens’ possui a chave para a imortalidade, mas a verdade é muito mais sombria do que qualquer feitiço ou poção, pois quando Flemeth sente que seus últimos dias se aproximam, ela cria uma filha para um dia possuí-la e iniciar o ciclo novamente. Existe uma vida vicária por meio de seus filhos e, em seguida, Flemeth.

Sua mãe é legal: Suas escolhas, o que sua mãe te pede é que faça o que deveria fazer com responsabilidade. A pior coisa é ter uma Flemeth que irá acabar com todos os seus sonhos.

7. A mãe de Jimmy – ‘Bully’

A mãe de Jimmy Hopkins do subestimado Bully da Rockstar Games pode apenas fazer uma breve aparição nas cenas de abertura do jogo, mas não demora muito para causar uma má impressão. Com uma roupa com estampa de leopardo e roxa, já é um sinal de que ela será tão dura com os ouvidos quanto com os olhos, mas é a falta de interesse dela por Jimmy que nos irrita.

O gosto único para roupas e maquiagem é bom, mas sua total falta de interesse pelo filho, largá-lo na Bulworth Academy enquanto ela sai em uma lua de mel de um ano parece muito frio. Especialmente porque Jimmy revelou ser uma criança de bom coração em comparação com alguns valentões ao seu redor, mesmo defendendo a honra de sua mãe em uma ocasião.

Sua mãe é legal: Antes alguém que “toma conta da sua vida”, do que uma que irá te largar para ficar na frente do espelho e… até te largar para viajar sem você.

8. Mãe do Ash – ‘Pokémon’

Acho que prefiro um Pokémon

Esta é uma de nossa lista que provavelmente você verá em várias outras como uma ótima mãe. Só que vamos ser fracos, ela está aqui por um bom motivo. Como assim ela deixa o Ash vagar por aí ainda criança? Tudo bem que no Japão as crianças são ensinadas a “virarem” sozinhas desde pequenas, indo e voltando da escola sem companhia de seus pais, mas mesmo assim…

Pense um pouco no universo Pokémon! Existem monstros em todos os lugares que têm controle sobre as forças destrutivas da natureza. Eles podem congelar, queimar, eletrocutar ou coisas piores. Alguns desses monstros são fantasmas, explodem e são até deuses reais com controle sobre o espaço e o tempo! E o Ash já “morreu” em uma destas aventuras, lembra-se?

Sua mãe é legal: Quem é Você? Você é um garoto de 10 anos, expulso de casa e enviado a este mundo com nada além de um novo par de tênis de corrida. Obrigado pelos sapatos mãe, mas talvez eu ficar na escola fosse melhor.

9. Sindel – ‘Mortal Kombat1

Sindel da série Mortal Kombat é um personagem difícil de falar nesta lista. Sua história foi alterada no remake da franquia, portanto ela tecnicamente tem duas histórias de fundo. Sindel fez sua estreia em Mortal Kombat 3, sendo a rainha de Edenia, que foi assumida pelo antagonista da série Shao Kahn. Ela cometeu suicídio para não ser esposa de Kahn, mas isso não o impediu. Em Mortal Kombat 3, ela é ressuscitada dos mortos como a concubina de Shao Kahn que sofreu lavagem cerebral até que sua filha Kitanna a convença a desistir.

No remake de 2011, as coisas são um pouco diferentes. Ela é ressuscitada e sofre lavagem cerebral por Shao Kahn, no entanto, ela não é facilmente dissuadida disso. Na verdade, ela invade a sede dos mocinhos e mata quase todos eles, incluindo sua própria filha Kitanna. Você pode argumentar que não foi culpa dela, porque sofreu uma lavagem cerebral… mas nada disso teria acontecido se ela não se matasse. Nem sempre a melhor saída é o suicídio.

Sua mãe é legal: Uma mãe que não liga para o que você faz o dia todo, te larga e uma hora volta destruindo tudo o que fez. Ainda bem que a sua não larga do seu pé, nem quando ela tem seus próprios problemas para resolver.

Via: Game Rant/Nintendo/Playstation Blog/Kotaku

Siga o Observatório de Games nas redes sociais

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio