Diretor de The Last of Us 2 rebate cobranças por lançamento digital

The Last of US
Publicidade

Na última quinta-feira (02), a pandemia causada pelo COVIDA-19 deu um de seus mais duros golpes no hábito de jogar videogame. The Last of us 2 foi adiado por tempo indeterminado, sob a alegação do temor que de os jogos físicos não pudessem chegar a todos diante desse cenário onde a logística de quase tudo está fragilizada.

Contudo, muitas pessoas questionaram quanto a possibilidade da versão digital honrar o prometido. E para essa questionamento, Neil Druckman, diretor do game, devolveu com outra indagação: A internet de todos os países dá suporte pra que o jogo chegue a todos?

Existe infra-estrutura de internet pra dar suporte em todos os países? Sabe, este é um jogo mundial pelo qual as pessoas estão esperando em todos os países, e queremos ter certeza de que somos justos.

Continua depois da publicidade

Se apenas gostarmos de uma pequeno fração de pessoas [onde a internet é boa], o que o restante diria disso? Então, agora estamos olhando para todos os tipos de opções diferentes.

Qual é a melhor maneira de levar isso a todos os nossos fãs assim que possível? Em quanto tempo isso vai ser possível? Olham, isso levará tempo para mudarmos e descobrir as coisas. E também ver como o mundo está… você sabe que as coisas estão mudando dia após dia.

Contudo, vale observar que a fala acima pode ser interpretada como algo que não está totalmente negado. Assim, The Last of Us 2 segue com lançamento retido até segunda ordem, ou até que surja uma solução que não deixe parte dos fãs sem acesso à experiência. Todavia, esta será uma oportunidade ímpar para saber como a comunidade gamer se comporta diante da possibilidade de uns serem contemplados por algo e outros não. Quem será o último de nós?

Publicidade
© 2021 Observatório de Games | Powered by Grupo Observatório
Site parceiro UOL
Publicidade