Mais de 475.000 permabans Call of Duty Warzone

A Activision divulgou uma série de ondas de proibição de Call of Duty Warzone

Call-of-Duty-Warzone
Publicidade

Nesta terça-feira (13), a Activision divulgou em seu blog o último de uma série de ondas de proibição de Call of Duty Warzone, com a desenvolvedora Raven Software tweetando que mais de 30.000 contas de jogadores foram banidas de CoD.

A empresa discutiu ainda seus esforços para combater a trapaça no popular jogo de tiro gratuito, afirmando ter atraído mais de 85 milhões de jogadores desde seu lançamento no ano passado. Agora, a Activision afirma, em atualização, que emitiu mais de 475.000 permabans Call of Duty Warzone.

Na atualização, a empresa falou ainda que suas equipes de segurança e fiscalização também emitem proibições diariamente para ofensas individuais e reincidentes. “Também estamos lidando com o mercado comercial de fornecedores e revendedores de trapaça. Isso inclui contas suspeitas, que são exploradas e frequentemente vendidas para reincidentes. Recentemente, banimos 45.000 contas fraudulentas do mercado negro usadas por infratores reincidentes”, disse a postagem.

Continua depois da publicidade

A Activison acrescentou ainda que a emissão de proibições de hardware contra infratores repetidos ou em série é “uma parte importante” de sua estratégia anti-cheat, e ainda fornecia um link para um relatório, mostrando como o malware está sendo entregue aos alvos, por meio de fraudes oferecidas para venda. Warzone está disponível para PlayStation 4, Xbox One e Microsoft Windows.

Via: Tom Ivan/VGC

Publicidade
© 2021 Observatório de Games | Powered by Grupo Observatório
Site parceiro UOL
Publicidade