Leon Kennedy
Imagens: Reprodução.

Uma triste notícia veio para os fãs da franquia de Resident Evil, nesta sexta-feira (17). O ator Paul Haddad, que deu voz ao personagem Leon Kennedy em Resident Evil 2, faleceu na cidade de Toronto, no Canadá.

A causa da morte de Paul não foi revelada, mas dizia-se que o canadense lutava há anos contra um câncer na garganta. Contudo, já era de conhecimento público um outro problema de saúde enfrentado pelo ator, que revelou sofre de um TOC severo desde os 12 anos de idade.

Transtorno Obsessivo Compulsivo – TOC

O problema do TOC fez Paul se submeter a ser um dos 30 primeiros pacientes no mundo a experimentarem um dispositivo implantado no cérebro para diminuir os transtornos. O dispositivo, deu alguns alívios para Paul, mas isso seria só o começo dos problemas em torno disso.

Durante 5 anos, o que mudou dramaticamente foi que não precisava de tomar medicamentos para a ansiedade, como Clonazepam” escreveu o ator. que embora não tenha eliminado os TOCs, consegui uma expressiva queda nos episódios de ansiedade, pânico e o medo de pensar que poderia morrer por não conseguir parar o looping infinito de pensamentos.

O dispositivo implantado no cérebro possuía uma bateria que precisava ser trocada através de cirurgia a cada dois anos. Contudo, na terceira substituição, houveram complicações e Paul ficou com um enorme hematoma, que descobriria mais tarde se tratar de uma artéria que fora rompida durante a última cirurgia.

Depois de outra cirurgia feita emergencial que lhe salvou a vida, Paul regressou para casa oito dias depois. “Sentia-me fraco, letárgico e geralmente não conseguia levantar a minha cabeça da almofada.

Mais complicações pós-cirurgicas

Após esse período da cirurgia, Paul começou a sentir um estranho esquentamento na região do implante, que descobriu mais tarde que estava com uma enorme infecção interna. Os antibióticos tomados durante um mês não combateram o problema e o médico do ator optou por retirar o aparelho.

Com isso, a infecção cessou, mas todos os problemas de ordem neurológica voltaram. “A minha desordem obsessiva compulsiva está de volta e em alta. Estou caindo de novo na toca do coelho.” desabafou Haddad, citando dramas de sua vida pessoal e profissional.

A minha carreira está completamente parada. Não tive um encontro ou caso em 10 anos. Estou solteiro, com meia idade, falido, sozinho, com a excepção da minha mãe, irmão, irmã e uma mão cheia de amigos enviados do céu que me mostraram compaixão que eu não sabia que existia.”

A ajuda a que Paul se refere pode ser conferida durante uma vaquinha iniciada por ele no GoFundMe, onde ele precisava de auxílio para uma outra cirurgia e conseguiu.

Último trabalho

O trabalho mais recente de Paul Haddad foi no jogo de terror Daymare: 1998, lançado em 2019. O jogo da Invader Studios era uma aberta inspiração na franquia que deu a Paul o reconhecimento na comunidade gamer. A desenvolvedora do jogo deixou uma nota de pesar sobre o falecimento do ator. Confira abaixo:

Paul Haddad, nosso querido amigo e um ícone da comunidade de RE, faleceu recentemente. Ficamos verdadeiramente honrados por ter a chance de conhecer e trabalhar com um homem tão grande e um profissional brilhante que ele era. Descanse em paz, Paul … Você viverá para sempre em nossos corações.“.

Legado

A obra de Paul Haddad pôde ser conferida no PlayStation 1, PC, Nintendo 64, Dreamcast, game.com e GameCube. Relembre um pouco algumas falas de Paul Haddad.

Outro ícone também faleceu essa semana

Rick May Star Fox 64

O falecimento do ator vem como a segunda morte de um profissional dos games dos anos 90, que nessa semana também perdeu Rick May, ator de voz em Star Fox 64. Leia essa matéria aqui.