Por que versão japonesa de Resident Evil Village é menos violenta que a americana?

Resident Evil Village foi censurado no Japão, já que o jogo contou com menos sangue e sem decapitações.

RE Village
Publicidade

Residente Evil Village já foi lançado e praticamente foi um sucesso entre os fãs da franquia. Com uma história de terror e suspense e novos personagens fascinantes, Village se tornou um dos favoritos dos fãs. E não é para menos. Com um trabalho de marketing bem feito, um design renovado e um mistério bem escrito, o jogo com certeza ficará na mente dos jogadores por muitos anos. Principalmente por todo o seu terror.

Mas todo esse verdadeiro terror só pode ser visto fora do Japão, o que é incrível, já que o país do Sol Nascente não costuma censurar jogos do estilo. Resident Evil costuma ter uma versão censurada em diferentes países, devido ao seu conteúdo violento, como acontece na China, que não pode possuir sangue e até mesmo na Austrália que costuma banir alguns jogos.

Só que essas restrições não são do governo federal, mas sim de organizações que cada país possui. Por exemplo para a Europa e Ásia, é o PEGI; Estados Unidos, ESRB; Brasil, ClassInd; e assim por diante. No Japão, é o CERO, que pode não parecer, mas ele é bem mais rigoroso, já que sua análise é bem mais severa que as outras versões internacionais dos mesmos jogos.

Continua depois da publicidade

E esse é um dos motivos pelos quais a Capcom confirmou que Resident Evil Village teria censura no Japão. Não apenas o Village, mas os anteriores também receberam um selo do CERO. A informação foi dada pela própria Capcom antes do lançamento de RE: Village em seu Twitter, onde ela postou as diferenças do jogo Japonês para as outras que iriam ser lançadas.

Alex Aniel da Limited Run Games no Twitter, traduziu o post da Capcom e mostrou que a versão japonesa de Resident Evil Village teria menos sangue e não sem cenas de decapitação. Tanto que no Japão foram lançadas duas versões do jogo, sendo que uma com classificação D (17 e superior) e outra com Z (18 anos e superior). Não foi explicado na época qual a diferença, mas fica claro que é no nível de violência visual.

Versão Z

CERO

Mas como a classificação CERO funciona? Basicamente ela coloca quais tipos de violência são proibidos como:

  • descrição de sangue animado
  • descrição de mutilação / corte de corpo
  • descrição de cadáver, matança / ferimento
  • descrição de jogo / luta / beat ‘em-up
  • horror

Como deu para perceber tirando que R não é um Mortal Kombat (luta) e muito menos um título em beat´em-up, o título acaba ficando em várias áreas.

Pode até parecer um absurdo, mas são regras. Muitas pessoas do ocidente ficaram até chocadas por Resident Evil ter sofrido uma classificação e ter sido proíbida de colocar alguns elementos. Mas vale lembrar que Mortal Kombat também teve sua dose de retirar o sangue nos EUA e muitos outros países. Abaixo as classificações de outros países e o Brasil.

PEGI – Europa e Ásia

PEGI 3 – adequado para todas as idades
PEGI 7 – adequado para crianças
PEGI 12 – adequado para crianças com 12 anos ou mais
PEG 16 – adequado para crianças com 16 anos ou mais
PEGI 18 – Adequado apenas para adultos

ESRB – EUA

RP – Classificação pendente
EC – Primeira Infância
E – Todos
E 10 + – Todos com mais de 10 anos
T – adolescente
M – maduro
A – adulto

ClassInd – Brasil

L – para todas as idades
10 – Classificação 10+
12 – Classificação 12+
14 – Classificação 14+
16 – Classificação 16+
18 – Classificação 18+

Publicidade
© 2021 Observatório de Games | Powered by Grupo Observatório
Site parceiro UOL
Publicidade