Entenda o que é o metaverso, o mundo paralelo que a NVIDIA está construindo

NVIDIA prepara seu "metaverso", uma réplica virtual de nosso mundo que soa quase como ficção científica. Confira também no vídeo.

Publicado em 10/08/2021 14:37
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

O que tornou a NVIDIA famosa em tecnologia, foi graças às suas placas gráficas e aos videogames que desfrutam de tudo o que a empresa pode proporcionar. Pelo menos é isso que seu CEO, Jensen Huang, acredita. Em uma entrevista recente, ele disse que este foi apenas seu primeiro aplicativo matador e que, na realidade, seu grande projeto para o futuro é bem diferente.

Huang parece particularmente entusiasmado com a ideia de criar um metaverso (que a NVIDIA chama de Omniverse). Ele irá gerar uma réplica virtual de nosso mundo que se fundirá com ele e nos permitirá usá-lo como uma espécie de ambiente de teste para o mundo real: antes de fazer qualquer coisa em nosso mundo, seria melhor tentar simular este experimento no mundo virtual e, se funcionar, a melhoria pode ser aplicada no mundo real sem medo de cometer erros.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

A ideia já tem uma primeira proposta prática. A NVIDIA se associou à BMW para criar uma réplica de sua fábrica em Regensburg, Alemanha. É nessa réplica que a BMW – que já começou a trabalhar com a NVIDIA nessa área – experimentará novos fluxos de trabalho, que, caso funcionem ali, serão aplicados em sua fábrica física. Apenas não confunda isso com com realiade aumentada.

Para Huang, o metaverso – e não RA – “será onde criaremos o futuro”, mas também será um mundo digital “milhares de vezes maior do que o mundo físico. Haverá uma nova Nova York ou uma nova Xangai. Cada fábrica e cada edifício terão um gêmeo digital que estimulará e reproduzirá constantemente a versão física dele”, explicou o CEO em entrevista.

Huang acrescentou que os engenheiros e programadores serão capazes de simular como se comportam os novos desenvolvimentos de software que terminam na versão física do carro, robô, aeroporto ou edifício. “Todo o software que acabará rodando nesses objetos físicos será primeiro simulado em seus gêmeos digitais e, em seguida, será baixado para a versão física. Como resultado, o produto está ficando melhor a uma taxa exponencial. ”

A ideia não é apenas usar esse metaverso como um ambiente de teste para o nosso mundo. Além disso, Huang deixou claro que os dois mundos se fundiriam graças à realidade virtual e à realidade aumentada: Para ele será possível sair e entrar nos dois mundos: “você irá para o mundo virtual pela realidade virtual, e os objetos do mundo virtual serão exibidos no mundo físico por meio da realidade aumentada”.

Esta sim é uma grande fusão de tecnologias que esperamos e já sabemos, será implantada com certeza no universo dos jogos!

Via: Newsy Today/Techbrifly/Sproutwired
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Produtos recomendados

HD EXTERNO

Comprar

CONTROLES

Comprar

CONSOLES

Comprar

ACESSÓRIOS

Comprar

CADEIRA GAMER

Comprar

HEADSET

Comprar