Publicidade
Burrada

Homem desvia mais de 1 milhão para sua conta e perde tudo ao investir na GameStop

Um engenheiro de software é acusado de desviar dinheiro para uma conta pessoal, como o enredo do filme Office Space.
Gostou? Compartilhe!
Office Space
Imagem: 20th Century Fox/GameStop
Publicidade

Um ex-engenheiro de software da varejista online Zulily foi acusado de roubar centenas de milhares de dólares de seu ex-empregador, todos perdidos depois que ele investiu os fundos roubados em opções de ações da GameStop. Ermenildo “Ernie” Castro é o ladrão em questão, e seu método de roubo escolhido soará familiar para qualquer um que tenha visto o filme Office Space e deve ser fascinante para qualquer um que acompanhe o drama das ações da GameStop.

Em Office Space, a comédia clássica de Mike Judge de 1999, três engenheiros de software que trabalham em empregos sem futuro usam um software que desvia pequenas quantias de dinheiro de cada transação que sua empresa faz para uma conta pessoal. Castro está enfrentando acusações de roubo de identidade por fazer exatamente isso.

Os investigadores alegam que ele reescreveu o código da página de checkout da Zulily para redirecionar pequenas frações das taxas de envio de um pedido para uma conta pessoal. Castro também supostamente alterou o preço listado em vários produtos para praticamente nada. Ele então comprou os itens por um preço muito baixo e os despachou para sua casa, criando pilhas enormes e incrivelmente suspeitas de pacotes Zulily.

Continua depois da Publicidade

Tudo isso estava acontecendo enquanto as ações da GameStop se tornavam extremamente voláteis, um evento que logo se transformaria nessa história bizarra. A Zulily lançou uma investigação sobre o esquema logo após seu início, em fevereiro de 2022. A loja enviou funcionários para investigar o grande volume de pacotes entregues na casa de Castro e encontrou pilhas gigantescas de pacotes Zulilly em sua porta.

Castro disse aos investigadores que os pacotes eram para uma mulher que conheceu no Tinder. Foi somente depois que a trama começou a se desenrolar que as loucas conexões com as ações da GameStop da história entraram em jogo.

Após a investigação interna, Castro foi demitido e teve que entregar seu laptop de trabalho. Quando seu laptop foi revistado por funcionários da Zulily, eles encontraram um documento intitulado “Projeto OfficeSpace”, no qual Castro apresentava todo o seu plano em detalhes intrincados e até citava especificamente o filme Office Space como a inspiração para o roubo.

No total, Castro roubou $ 302.278,52 (R$ 1.617.583,04) da Zulily. E o pior de tudo é que ele não possui nem um centavo do que realmente desviou, porque afirma ter investido e perdido tudo em opções de ações da GameStop.

Via: Game Rant/The Washington Post/Kotaku

CONTEÚDO RELACIONADO