Máscaras futuristas da Razer são acusadas de serem uma fraude

Máscaras futuristas da Razer não protegem como prometido e geram ira nas redes sociais

Publicado em 12/01/2022 12:30
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

A Razer, fabricante popular de laptops, fones de ouvido, mouses e muito mais, revelou sua máscara facial Zephyr de aparência futurista ou Project Hazel na CES 2021, juntamente com outros anúncios. A primeira vista, era algo totalmente inovador, com um estilo saído do universo Cyberpunk e que com certeza agradaria a comunidade gamer, por poder usar algo que se identificasse.

O Project Hazel tinha uma proposta para que os fãs da marca pudessem se proteger contra a pandemia do Covid e chegou ao mercado dos EUA em outubro de 2021. Ela vinha com uma certificação N95, ou seja, ela deveria ter capacidade de filtrar pelo menos 95% das partículas transportadas pelo ar, conforme estipulado pelo Institudo Nacional de Segurança e Saúde Ocupacional dos EUA, ou o NIOSH. O equivalente no Brasil, é a PFF2.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Mas agora, segundo informações de sites do país do Tio Sam, e publicações nas redes sociais, a Razer mentiu sobre a tecnologia de seu produto. Depois de todas as notícias e queixas, a Razer atualizou seu site oficial afirmando que a máscara – que custa 100 dólares! – “não é uma máscara/respirador N95” e que “não deve ser usada em ambientes médicos ou clínicos”.

Isso não ajuda muito a Razer, já que o público está dizendo que isso é uma fraude. Caso ela tivesse informado anteriormente que não era uma N95, teria dado ao público uma escolha de adquirir ou não sua máscara para devidos fins. Se ela não é aconselhada a ser isada em ambientes médicos ou clínicos, sem problema! As de pano também o são. Mas agora fica em xeque a veracidade total do produto e até mesmo da marca Razer.

Cuidado com os cambistas agora

Vale destacar que os cambistas que compraram a máscara agora estão com um produto que com certeza não será vendido. Portanto, fica a dica para que o público preste muita atenção em máscaras com o estilo futurista e com nome de Cyberpunk ou outros jogos, porque esses aproveitadores que já estavam vendendo a preços muito mais acima do normal, irão mudar a caixa do produto com outros nomes.

Perda da classificação

Também é bom deixar claro que a perda da certificação N95 não signfica que as pessoas não devam comprar a máscara da Razer. Segundo o instituto a máscara Zephyr ainda possui 99% de BFE e ua vedação facial de silicone, o que garante uma certa segurança a quem a estiver usando. E mesmo com toda segurança de uma máscara, seguir os protocolos de higiêne – que deveriam ser algo comum para todos -, devem continuar.

Lave as mãos, evite aglomerações (algo que é falado desde o século passado, pois não é apenas gripe que se pega), cubra o nariz ao tossir e espirrar, cobrindo também seu rosto com a manga da blusa ou na altura do cotovelo, nunca com as mãos, evite passar as mãos nos olhos, boca e nariz, entre outros.

Via: Twitter/Game Rant/The Verge
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Produtos recomendados

HD EXTERNO

Comprar

CONTROLES

Comprar

CONSOLES

Comprar

ACESSÓRIOS

Comprar

CADEIRA GAMER

Comprar

HEADSET

Comprar