Publicidade
Metaverso

Metaverso: MetaMundi e Pólen UNISUAM lançam coworking virtual

Mais de 200 startups preencheram o formulário de interesse para garantir uma sala de reunião no metaverso antes do lançamento
Gostou? Compartilhe!
Foto: Divulgação
Publicidade

Compartilhar espaços entre diferentes empresas e profissionais no mundo virtual, com avatares e ambiente personalizado, é a essência por trás do projeto do Pólen, Polo de Inovação da UNISUAM, criado em parceria com a MetaMundi, agência multi-serviços que cria pontes arquitetônicas, artísticas e experienciais entre as marcas e o metaverso.

O coworking lançado hoje no metaverso pretende atingir principalmente startups e pequenos negócios, e tem como objetivo principal dar a essas empresas condições, acesso e vivência no ambiente virtual por um valor acessível para que consigam se destacar sendo mais atrativas no mercado. Além disso, no espaço 100% digital é possível: estabelecer conexões com empreendedores de outros estados e países, realizar imersão em uma nova tecnologia, viver uma experiência única em termos de atendimento e reuniões com clientes – e, claro, permitir que pequenas empresas tenham acesso ao ambiente de tecnologia, que às vezes não faz parte da realidade do dia a dia.

As salas desse universo sem fronteiras possuem opções de personalização para cada empresa ou negócio e já estão abertas aos interessados de qualquer parte do país a partir de R$ 200,00 (duzentos reais) — com pagamento parcelado, à vista ou via pix. Dentro disso, os empreendedores conseguem, por exemplo, locação para reuniões e encontros de equipe e auditórios para eventos com capacidade para mais de 100 avatares simultaneamente, cuja duração de uso é cobrado de acordo com o pacote escolhido, podendo ser por diária ou por hora.

Continua depois da Publicidade

“Lançar um coworking no metaverso, com valor acessível para pequenos negócios, é uma oportunidade de democratizar o acesso a uma tecnologia que tem muito potencial de crescimento, além de gerar soluções para quem está iniciando sua jornada empreendedora”, explica Diego Braga, Gestor do Pólen, Polo de Inovação da UNISUAM.

“É incrível ver a UNISUAM lançar um coworking no metaverso, uma iniciativa inédita no Brasil. Isso mostra a visão inovadora da universidade em oferecer as mais recentes tecnologias e ferramentas para a comunidade acadêmica e empresários da região. O interesse pelo uso da tecnologia Web3 dentro das propostas educativas tem se mostrado constante, indicando que a universidade está se adequando a novíssimas demandas de mercado, se antecipando à tendência de uma sociedade totalmente descentralizada e participativa. Estou ansioso para ver os desdobramentos dessa iniciativa.” ressalta Byron Mendes, CEO da MetaMundi.

A ação está diretamente conectada com a estratégia e objetivos futuros da UNISUAM, que investe bastante no empreendedorismo digital e no universo do Blockchain – inclusive, com sua primeira pós-graduação na área (Blockchain, Web 3.0 e Metaverso). Também há o comprometimento da universidade em participar ativamente da “virada de chave” para a Web 3.0.

“Estamos muito otimistas com o lançamento do coworking no metaverso, principalmente porque está alinhado ao propósito da UNISUAM em transformar vidas. Oferecer oportunidades de qualidade e expansão por um valor acessível é algo que temos muito orgulho em fazer parte, e, através da parceria com a MetaMundi, estamos conseguindo impactar ainda mais a vida dos pequenos empreendedores”, ressalta Arapuan Motta, Reitor da UNISUAM.

Convidada para fazer uso do coworking do metaverso, Aline Arpazo, CEO do Estúdio Vibes, relata a experiência: “Criar meu espaço virtual está sendo muito bom, quando não consigo estar no coworking presencialmente por algum motivo, posso fazer as reuniões de casa usando um ambiente profissional. Tenho muitos clientes em outros estados e países, então, não tem como estarmos juntos pessoalmente. O espaço virtual possibilita esse contato, além de oferecer essa possibilidade de personalizar tudo, numa plataforma que não trava e é muito intuitivo”, observa.

Os números não mentem: mais de 200 startups preencheram o formulário de interesse para garantir uma sala de reunião no metaverso antes do lançamento, enquanto cerca de duas mil pessoas participaram do evento de transmissão do podcast “Metaverso, Blockchain e Criptos: Como aproveitar essa oportunidade” também no metaverso, que foi realizado em julho de 2022. Isso apenas reforça o interesse, a curiosidade, a disponibilidade e que, sim, o futuro está metaverso.

CONTEÚDO RELACIONADO